fbpx

Em Arcos, último LIRAa do ano começa na próxima segunda-feira (18)

Conforme a Prefeitura, a Secretaria Municipal de Saúde já realizou o levantamento duas vezes este ano, sendo em janeiro e março.

A Prefeitura de Arcos informou que o terceiro e último Levantamento de Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) de 2021 começa na próxima segunda-feira (18), e vai até 22 de outubro. O trabalho da Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Controle da Vigilância Ambiental-Endemias, será executado por 30 agentes de combate a endemias (ACEs), na vistoria de 1093 imóveis.

O LIRAa é uma metodologia que ajuda a mapear os locais com altos índices de infestação do mosquito Aedes aegypti e, consequentemente, alerta sobre os possíveis pontos de surto das arboviroses.

Conforme a Prefeitura, a Secretaria Municipal de Saúde já realizou o levantamento duas vezes este ano. Os dois primeiros foram em janeiro e março. No levantamento de janeiro, o índice de infestação no município foi de 7,1%, enquanto em abril subiu para 10,2%.

Para o coordenador do Centro de Controle da Vigilância Ambiental-Endemias, Tiago Carvalho, o trabalho será importante para traçar as ações a serem desenvolvidas por região. “A Campanha de Combate ao Aedes aegypti será realizada de acordo com os números apresentados. Temos um Plano de Contingência das Arboviroses que já vem sendo executado desde janeiro. Este LIRAa tecnicamente é o mais importante, pois mostrará o cenário que podemos ‘enfrentar’ neste final e início de ano. Para isso, é importante que a população receba os agentes de endemias. A excelência do trabalho já começa ao recepcionar o agente. Precisamos da colaboração da população para termos o diagnóstico real da situação epidemiológica da nossa cidade”.

Segundo o supervisor Técnico Geraldo Moura, além de identificar áreas predominantes, será possível também avaliar o risco de circulação viral. “Este trabalho irá mostrar as áreas com maior infestação vetorial e os criadouros predominantes, assim poderemos direcionar as atividades de acordo com a realidade de cada região”. Para a realização do LIRAa, o município é dividido em três estratos (faixas), sendo trabalhados 432 imóveis no estrato um; 429 imóveis no estrato dois; e 232 imóveis no estrato três.

Durante os trabalhos do LIRAa, os agentes visitam as casas sorteadas por meio da plataforma do Programa do Ministério da Saúde, e realizam a busca por larvas, as quais são encaminhadas ao laboratório para identificação.

A secretária municipal de Saúde, Adalgisa Borges, reforça a necessidade de combate e prevenção ao vetor Aedes aegypti. “A forma mais eficiente e econômica para conter o mosquito da dengue é não deixar água parada. Se tirarmos 10 minutos por semana para verificar o nosso domicilio é o suficiente para cumprirmos o nosso dever de cidadãos conscientes”.

Por fim, a Prefeitura informou também que a divulgação do resultado do LIRAa será amplamente feita assim que os trabalhos forem concluídos.

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄