Divinópolis - Contrato para compra de acelerador linear é assinado

Divinópolis – Contrato para compra de acelerador linear é assinado

A Associação de Combate ao Câncer Centro Oeste Minas (ACCCOM) terá um novo aliado no combate a doença. Esta semana foi firmado o contrato de aquisição de um Acelerador Linear para Radioterapia, destinado à instituição.

 

Embora possua um aparelho, o presidente voluntário da associação, Wilson Martins de Freitas, explica que a nova unidade será fundamental para manter a qualidade do tratamento já que o equipamento do hospital está sofrendo uma sobrecarga diária.

 

“Estamos tentando adquirir um novo equipamento há anos, porque o nosso é usado muito além da sua capacidade. O ideal é que sejam realizadas 70 sessões por dia, hoje estamos trabalhando com mais de 110, ou seja, existe uma grande sobrecarga. Com dois aparelhos a gente poderá atender mais pessoas, com mais agilidade e de acordo com a urgência”, disse.

 

O equipamento de última geração, que custa R$ 3,6 milhões, será importado dos Estados Unidos. Metade da verba para a compra é fruto de doações da comunidade através de campanhas realizadas pela instituição. O restante do dinheiro foi conseguido por meio de emenda parlamentar direcionada pelo deputado federal Jaime Martins (PR).

 

[pull_quote_left]O equipamento vem dos Estados Unidos e a gente tem certeza que vai melhorar muito o Hospital do Câncer, praticamente dobrando o número de atendimentos e melhorando a qualidade, uma vez que é de última geração[/pull_quote_left]

“O equipamento vem dos Estados Unidos e a gente tem certeza que vai melhorar muito o Hospital do Câncer, praticamente dobrando o número de atendimentos e melhorando a qualidade, uma vez que é de última geração”, comentou o deputado.

 

A previsão é que os pacientes possam começar a utilizar o novo Acelerador Linear no início de 2015. O deputado explicou que a demora na instalação se deve ao prazo necessário para a regulamentação dos documentos de importação.

 

[pull_quote_right]Espero que os trâmites burocráticos acelerem e até meados do próximo semestre a gente já possa inaugurar esse equipamento. Claro que esse processo de importação demanda tempo, depois, ainda tem que ser feita instalação. Mas acho que seis meses é um prazo razoável[/pull_quote_right]

 

“Espero que os trâmites burocráticos acelerem e até meados do próximo semestre a gente já possa inaugurar esse equipamento. Claro que esse processo de importação demanda tempo, depois, ainda tem que ser feita instalação. Mas acho que seis meses é um prazo razoável”, concluiu

 

Fonte: Portal Centro Oeste

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄