Dia de Finados é lembrado com visitas aos cemitérios e muitas flores

Dia de Finados é lembrado com visitas aos cemitérios e muitas flores

Foto: Arquivo Funerária São Francisco

Cerca de 20 mil pessoas passaram pelos três cemitérios públicos (de Lagoa da Prata e do distrito de Martins Guimarães) ao longo da sexta-feira (2), feriado de Finados. O hábito cristão de dedicar um dia para lembrar os falecidos remonta do século V, mas foi no século XIII que a data passou a ser comemorado em 2 de novembro. Para algumas religiões, é uma forma de celebrar o cumprimento da missão das pessoas que já faleceram, e ainda uma chance de oferecer orações para que a alma possa descansar junto ao Criador.

Uma das práticas mais tradicionais da data é a de levar flores para homenagens, e o Grupo Minasprev, por meio da Funerária São Francisco, dá uma grande ajuda para que os túmulos fiquem bem floridos. Há vários anos foi criada uma campanha para venda de vasos de flores a preço de custo, em que os próprios colaboradores se disponibilizam como voluntários em apoio às famílias. Durante uma semana que antecede a data eles cuidam dos preparativos, fazendo os enfeites, para que no Dia dos Finados as pessoas possam comprar os vasos com mais facilidade na porta do cemitério.

Thiago Cândido, gerente da Funerária São Francisco, disse que a ideia surgiu do diretor presidente, como um ato de solidariedade: “O luto é muito marcante, e o nosso diretor presidente, Érico Matucuma, pensou em algo que pudéssemos, ainda mais, estar presente ao lado das famílias. Ele, então, criou o ‘Dia da Saudade Minasprev’, uma campanha sem fins lucrativos que disponibiliza vasos de flores ao preço de custo”, disse.

Netwise

De acordo com Thiago, este ano, mil vasos foram vendidos em Lagoa da Prata e Japaraíba, e a realização da campanha só foi possível graças à dedicação dos colaboradores. “Agradecemos a participação voluntária de 25 colaboradores que aderiram à iniciativa, e agradecemos também, de coração, às famílias de todos os associados, que sempre confiam e acreditam em nosso trabalho”, destacou.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄