Di Gianne convoca coletiva após Paulo Teodoro decretar saída de Lagoa da Prata do Minas Consciente

Di Gianne convoca coletiva após Paulo Teodoro decretar saída de Lagoa da Prata do Minas Consciente

Di Gianne iniciou a coletiva dizendo que há um mal entendido entre a população de que a saída da cidade do plano Minas Consciente, consequentemente tira Lagoa da Prata da onda vermelha. Margarete Borges, escolhida para gerir a pasta de Saúde no governo Di Gianne, explicou a diferença.

Alan Russel


No último dia de gestão, o ainda prefeito de Lagoa da Prata, Paulo Teodoro, foi até à Rádio Tropical e, em discordância com comitê Municipal de enfrentamento à covid-19, anunciou a saída de Lagoa da Prata do Minas Consciente; plano que orienta a retomada segura das atividades econômicas dos municípios do estado.

No momento do pronunciamento do atual prefeito Paulo Teodoro, Di Gianne Nunes, prefeito eleito que assume a gestão a partir de amanhã, se reunia com o comitê municipal de enfrentamento à covid-19. Ao saber da decisão de Paulo Teodoro de tirar a cidade do Minas Consciente, Di Gianne convocou uma coletiva de imprensa, com o intuito de explicar à população o posicionamento da nova gestão com relação ao enfrentamento da covid-19.

 

Coletiva de Imprensa

A coletiva aconteceu na sede da ACE/CDL e contou com participação do vice-prefeito eleito Joanes Bosco, e da nova Secretária de Saúde, Margarete Borges. Quem dirigiu a coletiva foi o presidente da ACE/CDL, José Raimundo de Rezende, e a Polícia Militar também esteve presente.

Di Gianne iniciou coletiva dizendo que há um mal entendido entre a população: de que a saída da cidade do plano Minas Consciente, consequentemente tira Lagoa da Prata da onda vermelha. Margarete Borges, escolhida para gerir a pasta de saúde no governo Di Gianne explicou a diferença:

“A saída de qualquer cidade da onda vermelha não é uma opção do prefeito. O prefeito pode sair do plano Minas Consciente quando bem entender, mas isso não significa que a cidade vai sair da onda vermelha. O que define a onda vermelha são alguns fatores como: taxa de incidência de contaminados pela covid-19, taxa de ocupação de leitos e UTIs hospitalares, e de mais indicadores; não só do município, como de toda a macrorregião em que está inserida” explicou a nova Secretária.

Di Giane disse que ficou surpreso com a decisão do Paulo Teodoro em retirar  Lagoa da Prata do plano Minas Consciente. O prefeito eleito deu a entender que o decreto do atual prefeito vai ter validade de apenas 24 horas, e que amanhã pela manhã, outro decreto entrará em vigor.

“Eu sou prefeito a partir de amanhã. O anúncio que o atual prefeito fez vai contrário a tudo aquilo que foi acordado com o comitê de enfrentamento à covid. Amanhã começa a nossa gestão. E será uma gestão compartilhada onde ouviremos o que aponta o comitê de enfrentamento”.

Os infectologistas e profissionais entendidos do assunto apontam o pior cenário para janeiro, em virtude das festas de natal e réveillon. Estamos fazendo o nosso possível para minimizar isso. Estive reunido hoje pela manhã com o comitê e amanhã a nova gestão vai publicar um novo decreto”, afirmou Di Gianne.

A nova Secretária de Saúde endossa o posicionamento do prefeito eleito e aponta a postura da nova gestão em relação o enfrentamento à covid-19.

“Precisamos conter o aumento do número de casos. Amanhã já será publicado um novo decreto e o comércio que não cumprir será fechado. Não vamos dar mais a oportunidade de notificar, todos já foram notificados. Serão estabelecidas regras e essas regras serão cumpridas. Se por ventura alguém descumprir o decreto, não terá mais a oportunidade de notificação, será um decreto punitivo”

 

Associação Comercial e Empresarial.

O Presidente da ACE/CDL, José Raimundo, pediu cooperação por parte dos comerciantes e apontou que os principais causadores de aglomerações são os bares e restaurantes

“Infelizmente, essas aglomerações estão acontecendo em bares e restaurantes. Pedimos a compreensão dos empresários do setor para que tomem os devidos cuidados, para que não seja preciso que o comércio da cidade feche por completo”.

 

 

 

 

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄