Definida a empresa que fará pavimentação da MG-252 entre Araújos e Moema

Definida a empresa que fará pavimentação da MG-252 entre Araújos e Moema

Uma audiência pública já foi solicitada para esclarecer cronograma de obras

A pavimentação do trecho da rodovia MG-252 que liga as cidades de Araújos e Moema, foi o tema da audiência pública realizada, nesta segunda-feira (12), na cidade de Moema, por solicitação do deputado Ivair Nogueira, presidente da Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). A estrada de terra é um dos problemas enfrentados também pelos moradores da comunidade de Chapada. Existem naquela comunidade várias fábricas, entre tecidos e fogos, que enfrentam dificuldades no transporte de matéria prima e produto final devido a quantidade de poeira, buracos e lama.

Durante a reunião, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) anunciou que o projeto de pavimentação já foi licitado e se encontra em fase de assinatura de contrato.

A audiência pública contou com a participação dos prefeitos e vereadores de várias cidades, que reforçaram a necessidade de acelerar a pavimentação da rodovia, utilizada para o escoamento da produção agrícola e da produção de lençóis em Chapada, distrito de Moema. Após a reunião, a partir da elaboração do projeto de pavimentação e definida a empresa vencedora da licitação, é possível cobrar do governo a execução da obra.

O coordenador regional do DER em Formiga, Alberto Soares, anunciou que o processo licitatório para a pavimentação do trecho foi concluído e que o contrato com a Planex, empresa vencedora da licitação, será assinado até o fim do mês. “O prazo de execução do projeto é de 720 dias, com a finalização da obra devendo ocorrer em dois anos, mas nos comprometemos em manter a estrada em condições de uso até a finalização”, disse. O coordenador também afirmou que os recursos para os casos de indenização já estão garantidos.

Netwise

Para o prefeito Julvan Rezende, este é mais um passo importante para ajudar a região a se fortalecer. “Não vamos medir esforços para ajudar a acelerar as obras. Esta é uma reivindicação de todos da região e uma necessidade para o futuro das nossas cidades. Araújos e Moema estão despertando para a produção, portanto, temos mesmo que investir para dar vazão ao nosso potencial empreendedor”, disse Julvan.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄