'Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher' deve ser implantado em Lagoa da Prata

‘Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher’ deve ser implantado em Lagoa da Prata

De setembro de 2020 a janeiro de 2021, Lagoa da Prata registrou 181 casos de violência doméstica, e, por causa disso, vereador Sargento Washington convocou uma reunião com as instituições que atuam na problemática a fim de discutirem soluções para o problema.

De setembro de 2020 a janeiro de 2021, Lagoa da Prata registrou 181 casos de violência domestica, segundo informações da Polícia Militar (PM).

Por causa disso, pensando em como fazer frente a este problema e encontrar uma atuação conjunta entre os atores da Segurança Pública e de Assistência Social, o vereador Sargento Washington convocou uma reunião com as instituições que atuam na problemática nesta terça-feira (2), no centro de treinamento da ACE/CDL.

Na ocasião, representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Civil Municipal, Promotores de Justiça, Ordem dos Advogado do Brasil, Assistência Social, o prefeito, além de representantes da sociedade civil, se fizeram presentes a fim de discutirem o problema.

Cada órgão expôs sua atuação e sugeriu medidas a serem implantas para garantir a segurança das mulheres. Das discussões, surgiu uma Carta Pública de Intenção que irá nortear as ações adiante.

Conforme o vereador, da reunião, já se foi possível criar uma comissão que fomentará a implantação do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher, conselho este que é alvo de um Anti Projeto já apresentado na Câmara de Vereadores pelo Sargento Washington e que deverá ser aprovado nas próximas semanas.

Netwise

A intenção do grupo que se reunião nesta terça é implantar o Conselho até o dia oito de março.

As ações serão acompanhadas pelo vereador mensalmente, através de novas reuniões com as autoridades.

Foto: Vereador Sargento Washington/Divulgação.
Foto: Vereador Sargento Washington/Divulgação.
Foto: Vereador Sargento Washington/Divulgação.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄