Conheça as tendências do mercado de provedores regionais de internet

Conheça as tendências do mercado de provedores regionais de internet

Na hora de escolher o provedor é muito importante não se atentar somente para as promessas, mas sim no suporte que você terá durante a utilização do serviço contratado.

A internet tornou-se extremamente importante com a evolução dos tempos. Quem não está conectado perde oportunidades, fica desatualizado e, até mesmo não consegue desenvolver seu trabalho na empresa onde atua, e muito menos aproveitar as redes sociais. Mas na hora de escolher o provedor é muito importante não se atentar somente para as promessas, mas sim no suporte que você terá durante a utilização do serviço contratado. Isso pode trazer uma série de benefícios para você. Provedores de internet locais têm maior proximidade com seus clientes, principalmente, por estarem localizados na mesma cidade ou região que seus assinantes. Com isso, é possível conseguir uma maior atenção por parte dos vendedores para compreender suas demandas e, consequentemente, uma maior flexibilidade na negociação da contratação. A pandemia também chegou acentuando a oferta do serviço de internet e, com ela, a necessidade de uma rede de confiança mais rápida e de qualidade para estudar e trabalhar em casa. Em relação ao que é oferecido por provedores regionais e grandes operadoras, o mercado de banda larga tem apresentado ótimos resultados e mantém crescimento em ritmo acelerado nos últimos anos. O Brasil vive um marco importante no mercado de banda larga: os provedores locais de internet, também chamados de ISPs, vem superando a participação de mercado das grandes teles como a Claro, Vivo e Oi. Então, que tal contar com uma empresa de internet local?

Com a pandemia de covid-19, a consequente expansão do trabalho remoto e a aceleração da digitalização de processos de modo geral, mesmo as áreas fora dos grandes centros urbanos, aumentaram sua necessidade de conexão. Essa situação impulsionou o mercado de banda larga de provedores regionais, já que a oferta de conectividade fora das metrópoles tem sido contemplada por essas empresas, que logo no início da pandemia, mostraram aumento de 43% nos contratos de banda larga.

De acordo com o Panorama Setorial de Telecomunicações da Anatel, desde maio de 2020, mês em que ocorreu essa virada, os provedores regionais superam as grandes fornecedoras de internet no país. Ou seja, juntos, eles estão à frente do primeiro lugar ocupado por uma grande operadora.

Eliana Castro, é dentista, e disse que seu maior arrependimento foi ter contratado uma internet de uma grande operadora de telefonia.

“O atendimento inicial foi ótimo, até me conquistou, tanto que aceitei fazer o teste por uma semana, após a instalação. Me garantiram até desconto no meu plano de celular. Passado quase um mês, precisei do suporte, pois fizemos todos os testes por telefone e não foi resolvido. Fui atendida pelo canal de atendimento ao consumidor, isso eu conversando com um “robô”, e até que enfim, quase uma hora depois fui atendida. Atendida para ainda agendar a vinda do técnico em minha casa, o que levaria de um a três dias. Eu, que preciso participar de constantes reuniões, estava pagando um plano e só seria atendida três dias depois. Só não fiquei sem participar de uma reunião importante, por causa da minha vizinha que me emprestou a internet dela. Hoje, depois de passar por essa experiência digo com toda certeza de que a escolha pela internet local é o melhor que se pode fazer, pois conversamos diretamente com funcionários, o suporte é bem mais rápido, e a gente sabe quem vem na casa da gente, pois hoje não dá para confiar nas pessoas direito”.

Foto: Eliana Castro (arquivo pessoal)

Falar com “máquinas” ou ter que ficar aguardando por muitos minutos para ser atendido é desagradável, não é mesmo? Ao escolher um provedor de internet local, essa chateação e perda de tempo não será mais um problema. Isso acontece porque o atendimento dos fornecedores regionais é humanizado, os seus processos organizacionais são simplificados e bem menos burocráticos. Essa realidade permite ouvir os clientes com maior proximidade, favorecendo o contato humano. Em relações de serviço, isso é fundamental.  Ao contratar uma internet local, você será atendido por uma equipe da sua cidade ou região, ou seja, por pessoas próximas de você, atendendo um grupo menor de usuários. Com uma demanda menor e mais centralizada, os profissionais se dedicam à resolutividade do seu problema. Até mesmo o processo de agendamento da visita técnica se torna mais simples, garantindo que alguém vai resolver o que está comprometendo o seu serviço o mais rapidamente possível. Se você conta com o serviço de internet por meio das grandes empresas de telefonia, provavelmente, já teve diversas decepções com o atendimento dessas empresas. Isso porque, como falamos, normalmente, os funcionários do primeiro contato operam em empresas de call center, sob pressão de realizar o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) em menor tempo possível, seguindo protocolos engessados.

Com isso, questões como falta de educação, atendimento robotizado, aborrecimentos e negligência são comuns. Em empresas locais, operando com equipes pequenas, fora desse ambiente mais delicado, ocorre uma humanização do atendimento, resolvendo a sua questão, sem gerar desconfortos para você.

Raquel Corrêa, é psicóloga e falou sobre um contato mais direto da empresa local, com o cliente final.

“Todo serviço que contrato gosto de priorizar empresas da minha cidade, pois normalmente sei quem está vindo até a minha casa. No caso de provedor de internet, por exemplo, a gente acaba criando uma relação mais próxima. Agora, se eu contrato uma empresa, que tem nome, é claro, mas que não sei de onde são os funcionários, como vou ter confiança? Como vou pedir às vezes para encaixar meu suporte para uma empresa em que o técnico vem de longe? E se for urgente? E se por telefone não resolver? Fico sem até a pessoa vir de longe?”.

Foto: Raquel Corrêa (arquivo pessoal)

Mas e o valor, é mais atrativo?

Engana-se quem pensa que os preços praticados pelos provedores nacionais são melhores. Embora possa haver valores mais baixos do que as ofertas mínimas de um provedor de internet local, o custo-benefício não será superior.

Em outras palavras, mesmo que você tenha que pagar um pouco mais nas mensalidades, esteja certo de que receberá um serviço significativamente melhor quando comparamos com os gastos destinados à uma grande companhia. O preço a ser pago certamente será compatível com a qualidade da internet. Isso, sem contar as vantagens do atendimento humanizado e do suporte técnico ágil.

Outro motivo para escolher um provedor de internet local é a flexibilidade nos planos. Pacotes fechados e travados saem de cena para dar lugar a opções personalizadas. É claro que haverá padronizações, porém, as empresas regionais colocam o consumidor em primeiro lugar, procurando ao máximo se adequar às suas necessidades. Darah Miranda, é proprietária da JM Leilões, e enfatizou que ter uma internet local a possibilita ter segurança, uma vez que a provedora conhece a realidade e necessidade do seu cliente.

“Toda quarta-feira nós realizamos o nosso leilão de gado e por causa da pandemia há mais de um ano estamos realizando somente em formato on-line, através de live no nosso canal. É imprescindível que a nossa transmissão tenha excelente qualidade, para garantir uma boa visibilidade dos animais e também garantir agilidade e zero delay. Como usamos uma provedora local, a empresa conhece nossa realidade e garante essa boa conexão pra gente, e quando é preciso suporte sempre nos atendem rapidamente e com precisão, ligamos inclusive para os proprietários e eles nos atendem, porque a gente se conhece e isso, permite fazermos excelentes negócios”.

Foto: Jornal Cidade (divulgação)

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄