fbpx

Conheça a Raízen, empresa responsável pela compra da Biosev em Lagoa da Prata

Controlada por Cosan e Shell, Raízen concluiu em agosto do ano passado a compra da sucroalcooleira Biosev, consolidando-a como uma das maiores produtoras de açúcar e etanol do mundo.

A Raízen é uma empresa de energia integrada, referência global em bioenergia e que atua a partir de um ecossistema integrado de negócios: desde o cultivo e processamento da cana em nossos parques de bioenergia, até a comercialização, logística e distribuição de combustíveis.

Formada em 2011 a partir de uma joint venture entre Cosan e Shell, a Raízen é líder na produção de açúcar, etanol e bioenergia no País, e uma das maiores no setor de distribuição e comercialização de combustíveis. A empresa conta com mais de 40 mil funcionários(as), talentos aos quais buscamos promover um ambiente de trabalho ético, inclusivo, seguro e inovador, propício ao desenvolvimento contínuo de projetos e soluções com máxima eficiência. Com 35 unidades de produção de etanol, açúcar e bioenergia – 31 em operação –, a Raízen está presente em cinco estados (Goiás, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul).

Atualmente, a empresa tem 24 de suas unidades certificadas com o selo Bonsucro e capacidade instalada para moagem de 105 milhões de toneladas de cana. A certificação garante o cumprimento legal, trabalhista, ambiental de toda a cadeia de produção e suprimento de cana-de-açúcar e seus derivados. Sua área de cultivo é de cerca de 1,3 milhão de hectares de área agrícolas, com tecnologia avançada e colheita mecanizada. Sua capacidade instalada para geração de energia é de 1,3 GW.

Por meio de tecnologias avançadas, a empresa busca o protagonismo na transição energética, ampliando seu portfólio de renováveis, como o etanol de segunda geração (E2G), o biogás, a bioeletricidade e a geração de energia solar. Desta forma, a Raízen já evitou 5,2 milhões de toneladas de C02 por ano no ambiente (ref. 2020) e, até 2030, tem como meta conter o dobro deste montante. Na última safra (20-21) foram produzidos 2,5 bilhões de litros de etanol e 4,4 milhões de toneladas de açúcar e gerados 2,1 TWh de energia elétrica a partir da biomassa.

Maior produtora de derivados da cana-de-açúcar, a Raízen é referência na produção de biocombustíveis e bioenergia a partir do bagaço da cana, indo além da produção de etanol e açúcar, reconhecendo os atributos da cana como uma matéria-prima versátil, capaz de produzir a partir da economia circular inúmeros outros produtos renováveis e contribuir para uma matriz energética mais limpa e renovável, oferecendo hoje a energia do futuro.

Atenta aos impactos das mudanças climáticas, a Raízen atua desde sempre atenta à agenda ESG (Governança Ambiental, Social e Corporativa, em português livre) e assumiu compromissos também nas frentes de gestão hídrica, uso da terra, cana-de-açúcar sustentável, direitos humanos e ética e compliance, alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) desenvolvidos em 2015 pela Organização das Nações Unidas (ONU).

No setor de combustíveis, a Raízen é a 2ª maior empresa distribuidora e é representada pela marca Shell, totalizando 7.300 postos distribuídos entre o Brasil e a Argentina. A companhia, na última safra, comercializou 29 bilhões de litros de combustíveis e 7,3 milhões de toneladas de açúcar por meio de uma infraestrutura composta por 69 bases de abastecimento em aeroportos, 70 terminais de distribuição espalhados pelo País e presença em 11 portos.

A expansão dos negócios da companhia é uma marca da Raízen. Na safra 19-20, inaugurou sua primeira planta de energia solar, e apresentou a joint venture formada com a mexicana Femsa Comércio, criando o Grupo Nós (mercados OXXO e lojas de conveniência Shell Select). Na atual safra (21-22), a Raízen finalizou o processo de aquisição dos ativos da Biosev, oportunidade importante para potencializar seus negócios e elevar o patamar do setor sucroenergético, fortalecendo e ampliando seu modelo único e integrado. Além disso, passou a atuar como uma empresa de capital aberto, após realização de IPO na B3.

Tecnologias avançadas

A Raízen vem viabilizando mudanças expressivas em sua atuação e possibilitando conhecimento técnico e prático para alta performance de todos os times. Em seu processo de inovação tecnológica, a empresa busca garantir maior sustentabilidade dos negócios, eficiência e máximo aproveitamento dos recursos, temas que permitem potencializar o melhor de cada um e integrar todos que fazem parte dessa cadeia em uma cultura organizacional que estimula o realizar agora, olhando para o futuro.

As inovações estão presentes desde o momento em que os consumidores são impactados com uma oferta, por meio do app Shell Box, passando por soluções e parcerias com startups, até desenvolvimento de processos internos com uso de inteligência artificial.

Dentro deste cenário, o Pulse, sediado em Piracicaba (SP) é um dos grandes hubs incentivadores de inovação aberta do Brasil. O hub tornou-se uma importante engrenagem na estrutura de inovação da Raízen e vem viabilizando a oxigenação de novas ideias e práticas que enriquecem o agronegócio brasileiro e demais frentes de negócios da companhia como logística, indústria e varejo.

Desde sua criação, o Pulse tem como missão não só fomentar a produção de soluções de inteligência, mas também estimular internamente uma cultura voltada para a inovação e atração de talentos. Em quatro anos de existência, o hub já registrou mais de 500 startups cadastradas, 51 associadas, realizou mais de 70 projetos-pilotos, fechou mais de 20 contratos em escala comercial e realizou mais de 120 eventos, consolidando o Pulse como como referência em inovação aberta.

Responsabilidade social

A Raízen está entre as maiores empresas em faturamento no Brasil, com R$ 114,6 bilhões na última safra (21-22), gerando emprego e renda, dinamizando a economia, e investindo em responsabilidade social via Fundação Raízen e o projeto Voar.

A Fundação Raízen promove autonomia, protagonismo e cidadania para milhares de crianças e adolescentes por meio de dois programas que oferecem educação de qualidade e estimulam habilidades socioemocionais: Ativa Infância e Ativa Juventude. O primeiro é voltado ao desenvolvimento pleno da primeira infância, com ensino regular integral e atividades complementares, e o segundo impulsiona jovens a descobrirem suas vocações e caminhos profissionais. A Fundação Raízen ainda tem intensificado sua atuação, que está cada vez mais conectada com megatendências e agendas globais, uma de suas metas é atender 10 mil jovens até 2024, bem como estar presente em todos os locais de atuação da empresa até 2030.

Já o VOAR – Voluntários em Ação Raízen – é um programa de voluntariado que oferece experiências significativas para funcionários e funcionárias da Raízen, incentivando equipes a contribuírem com ações de impacto positivo nos entornos da companhia. Somente no último ano-safra, o programa beneficiou direta e indiretamente mais de 7 mil pessoas e envolveu cerca de 1.300 voluntários e voluntárias em mais de 60 ações, como interação virtual com crianças, jovens e idosos, ações de plantio de mudas e campanhas de arrecadação de agasalhos, brinquedos e cestas de Natal.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄