Julvan Lacerda fala sobre a Onda Amarela do 'Minas Consciente'

Julvan Lacerda fala sobre a Onda Amarela do ‘Minas Consciente’

Onda Amarela começa a partir do próximo sábado (8). A decisão foi tomada pelo Comitê Extraordinário Covid-19 e anunciada pelo governador de Minas, Romeu Zema.

O governador de Minas, Romeu Zema, anunciou que a macrorregião Oeste passará para a Onda Amarela do programa “Minas Consciente” a partir do próximo sábado (8). Decisão foi tomada pelo Comitê Extraordinário Covid-19 nesta quarta-feira (5).

O Jornal Cidade conversou com o prefeito de Moema e Presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), que falou sobre o programa e acrescentou algumas informações.

Se a região estivesse na faixa vermelha, nós ( município de Moema e outros municípios da região) perderíamos o direito de ir para a amarela, mas como a região está toda na amarela então nós ficamos na amarela também. Mesmo que nosso índice, esteja acima, isto só seria limitador se a região estivesse na faixa vermelha.

Segundo a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, cidades de Minas Gerais com menos de 30 mil habitantes e que registraram menos de 50 casos por 100 mil pessoas nos últimos 14 dias estarão autorizadas pelo Governo Estadual a reabrir serviços não essenciais, como bares e restaurantes.

Confira a lista das cidades classificadas para a Onda Amarela:

Foto: Governo de Minas/Divulgação.

O que pode funcionar em cada Onda?

Vermelha:

– Supermercados, padarias, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência
– Bares (somente para delivery ou retirada no balcão)
– Açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros
– Serviços de ambulantes de alimentação
– Farmácias, drogarias, lojas de cosméticos, lavanderias, pet shop
– Bancos, casas lotéricas, cooperativas de crédito
– Vigilância e segurança privada
– Serviços de reparo e manutenção
– Lojas de informática e aparelhos de comunicação
– Hotéis, motéis, campings, alojamentos e pensões
– Construção civil e obras de infraestrutura
– Comércio de veículos, peças e acessórios automotores

Amarela:

– Bares (consumo no local)
– Autoescola e cursos de pilotagem
– Salão de beleza e atividades de estética
– Comércio de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo
– Papelaria, lojas de livros, discos e revistas
– Lojas de roupas, bijuterias, joias, calçados, e artigos de viagem
– Comércio de itens de cama, mesa e banho
– Lojas de móveis e lustres
– Imobiliárias
– Lojas de departamento e duty free
– Lojas de brinquedos

Verde:

Permite a abertura de academias, clubes, cinemas e estúdios de piercings e tatuagens, entre outros serviços. Mas nenhuma macrorregião mineira apresentou índices favoráveis para a inclusão na onda verde até o momento.

Para avançar para a onda verde, as cidades precisam estar há 28 dias consecutivos na onda amarela, sem sofrer retrocessos durante esse período.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄