Com sentimento de missão cumprida, Paulo Pereira encerra sua gestão de 6 anos na ACE/CDL

Com sentimento de missão cumprida, Paulo Pereira encerra sua gestão de 6 anos na ACE/CDL

Presidente da associação desde 2014, hoje, ele entrega a entidade figurada entre as mais importantes do Estado.

Após 6 anos de intensos trabalhos e incentivo ao crescimento do comércio de Lagoa da Prata, o ex-presidente da Ace/Cdl e empresário, Paulo Roberto Agostinho Pereira, encerrou sua gestão neste mês de dezembro. Dotado de ampla experiência, Paulo Roberto possui graduação em Ciências Contábeis pela Fundação Universidade de Itaúna (2004) e pós-graduação e Mestrado Profissional em Administração pela FEAD (2007). Atualmente, é diretor administrativo da Sommus Automação Comercial. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Gestão, atuando principalmente nos temas contabilidade geral, contabilidade geral com ênfase em gestão, contabilidade gerencial, controladoria, gestão de custos e análise das demonstrações financeiras.

Paulo Roberto Agostinho Pereira encerra sua gestão da ACE/CDL de Lagoa da Prata com orgulho. Presidente da associação desde 2014, hoje, ele entrega a entidade figurada entre as mais importantes do Estado.

“Entregamos uma entidade duas vezes mais forte financeiramente, mesmo fazendo todos os eventos, investimentos em credibilidade e estrutura para atender o associado. Isso é algo que nos enche de orgulho”, disse ele.

Nesses 6 anos de gestão, o resultado foi muito positivo, movendo de 397 associados em 2014 para 630 em 2019.

Em busca de trazer mais autonomia e informações para os empresários e colaboradores, foram realizadas12 ações com 1.600 pessoas em 2014; e, 59 ações com 4.700 pessoas em 2019.

Gerando mais empregos, o quadro de colaboradores aumentou de 9 em 2014, para 26 em 2019. Durante sua gestão, também foram treinadas 1.450 pessoas em 2014, e 3.800 em 2019. Foram conveniados 56 profissionais em 2014, e 103 em 2019.

Também teve um aumento significativo o número de beneficiários da Unimed, que subiu de 1.466 em 2014 para 2.040 em 2019.

Oferecendo opções de negociação, 2.340 pessoas tiveram a oportunidade de limpar seus nomes usando a Central de Negociação, que surtiram efeito em termos de valores recuperados, onde foram recuperados R$ 80.959,54 em 2014; R$ 246.842,34 em 2019.

Em busca de fomentar a economia, foram liberados pelo BDMG empréstimos somatizados em R$ 1.486.924,00.

Um dos orgulhos da gestão de Paulo Pereira é que, ao todo, foram mais de R$1.500.000.00 investidos sem nenhum financiamento.

“Isso não se conquista da noite para o dia. É o fruto do trabalho de uma diretoria forte, parceiras sólidas, o empenho de uma equipe competente e uma cidade magnífica como Lagoa da Prata. Há muito o que se fazer, mas há um forte senso de dever cumprido e contribuição dada. Tenho certeza que este é um importante capítulo de uma grande história”, finalizou Paulo.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄