fbpx

Codema de Santo Antônio do Monte elege nova diretoria

Foto: Ascom da Prefeitura de Samonte

Nesse ano, a cadeira da presidência será ocupada por um representante da Asprasam

Os membros do Codema de Santo Antônio do Monte reuniram-se nesta segunda-feira (20) para eleger a diretoria do Conselho no biênio 2017/2018.

Além do presidente, vice e secretário, foi implantada neste ano de 2017 uma Secretaria Técnica Executiva, composta de pessoal técnico e administrativo vinculado à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Engenharia, IMA, ASPRASAM.

Sua finalidade é assessorar o Codema no embasamento das suas decisões, levantando dados pertinentes, informações técnicas e jurídicas sobre cada assunto discutido.

Composição da Diretoria do Codema

Presidente: ANDERSON VICENTE DE SOUSA – Asprasam

Vice-presidente: GERALDO MAGELA GÓIS – Secretário Obras

Secretário: FLÁVIO CABRAL FIALHO PEREIRA – Advogado da OAB

Secretaria executiva

ISABELA GARIBALDI CUNHA – Engenheira Ambiental da Prefeitura

WANESSA GUIMARÃES OLIVEIRA – Veterinária do IMA

CARLOS ALBERTO ANDRADE – Ex-funcionário da CEMIG/Diretor Sindicato Rural.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente parabeniza o novo presidente Anderson Sousa, desejando-lhe um excelente mandato. “Anderson, um dos fundadores da ASPRASAM é hoje um dos responsáveis pelos avanços da postura ambiental da sociedade santo-antoniense.

A ASPRASAM se tornou uma parceria importante do Executivo e Legislativo Municipal, tendo assumido também a gerência do viveiro de mudas que será inaugurado em março”, enfatizou Flávio.

O Codema

O  Conselho Municipal de Desenvolvimento Ambiental foi criado para permitir a participação da sociedade civil (organizações não governamentais – ambientalistas, sindicatos e associações de moradores), universidades e institutos de pesquisa que, em conjunto com instituições públicas, participam da definição e acompanhamento das políticas de preservação e recuperação ambiental no território dos municípios.
Dentre as competências deste conselho deliberativo destacam-se:

  • Propor diretrizes para a política municipal ambiental;
  • Propor normas técnicas e legais, procedimentos e ações, visando à defesa, conservação, recuperação e melhoria da qualidade ambiental do município;
  • Exercer a ação fiscalizadora segundo as normas da legislação federal, estadual e municipal pertinente;
  • Obter e repassar informações sobre o desenvolvimento ambiental aos órgãos públicos, entidades públicas e privadas e a comunidade em geral;
  • Atuar para a conscientização pública com ênfase nos problemas municipais; receber denúncias da população e sugerir providências cabíveis;
  • Decidir, junto com o órgão executivo de meio ambiente, sobre a aplicação dos recursos do Fundo Municipal de Meio Ambiente.

O mandato dos conselheiros vigora por quatro anos (2017-2020). Cada membro deve contar com um suplente. As reuniões do Codema são abertas ao público e como órgão de representação social, suas ações devem ser amplamente divulgadas junto à sociedade que ele representa.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄