Casos confirmados de dengue caem 95% em 2016

Casos confirmados de dengue caem 95% em 2016

Fiscalização foi intensificada.

Os casos confirmados de dengue em Lagoa da Prata diminuíram 95% no primeiro semestre de 2016 em relação ao mesmo período do ano passado. Levantamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde, a pedido do Jornal Cidade, aponta que até o dia 13 de junho foram registrados 67 casos confirmados. Em 2015 foram
1253.

Para fins de estatística oficial, são considerados os doentes que foram tratados no sistema público de saúde e diagnosticados pelo médico ou que cujos exames laboratoriais foram confirmados pela Funed (Fundação Ezequiel Dias). Os números poderiam ser mais precisos, já que muitas pessoas contaminadas se automedicam e se tratam por conta própria em clínicas particulares.

O secretário municipal de Saúde, Geraldo de Almeida, afirma que houve um avanço no combate à doença, mas avisa que os cuidados contra o mosquito Aedes Aegipty devem ser constantes. “O momento de vencermos definitivamente é quando o inimigo está fraco, por isso é necessário manter o cuidado e a atenção no combate ao mosquito transmissor”, disse.

Almeida ressalta que o envolvimento da população e ações do poder público e da iniciativa privada foram importantes para a queda da incidência da doença. “Tivemos uma ampliação da equipe de agentes de endemia. Hoje temos 30 profissionais. Fizemos uma fiscalização mais efetiva com o apoio de 60 agentes comunitários de saúde. Houve também uma mobilização muito grande da população e das empresas”, afirmou o secretário.

Muitas empresas e instituições em Lagoa da Prata assumiram a luta contra
a dengue. Lagoacred e Crediprata realizaram diversas ações e campanhas educativas com o apoio de 20 escolas e o envolvimento de mais de 10 mil pessoas.

ZIKA E CHIKUNGUNYA

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, não houve registros em Lagoa
da Prata de pacientes infectados por febre chikungunya e zika vírus em 2016, porém, houve uma morte confirmada por dengue.

Netwise

No dia 2 de junho a Secretaria de Estado de Saúde de Minas (SES) divulgou que quase 500 mil mineiros tiveram suspeita de dengue no Estado neste ano. Ainda segundo a secretaria, 103 pessoas morreram por complicações da dengue e o número está próximo de superar o recorde de óbitos causados pela doença. O recorde aconteceu em 2013, quando 117 pessoas perderam a vida por causa da enfermidade.

grafico-dengue

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄