Campanhas de vacinação são prorrogadas no estado Minas Gerais

Campanhas de vacinação são prorrogadas no estado Minas Gerais

De acordo com a pasta, a ação de prorrogar se deu devido a baixa taxa de pessoas vacinadas até o mês de outubro, assim como a baixa procura pela vacinação.

Foto: (Reprodução/Internet)

As campanhas de vacinação contra sarampo, poliomielite e a campanha de multivacinação, foram prorrogadas. A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde do estado de Minas Gerais. As doses agora, estarão disponíveis até 4 de dezembro.

Netwise

Confira quais são os públicos prioritários de cada campanha:

  •  Campanha Nacional de Vacinação Indiscriminada contra o Sarampo: pessoas de 20 a 49 anos de idade;
  • Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação das Crianças e dos Adolescentes menores de 15 anos de idade;
  • Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite em crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade no estado de Minas Gerais.

Conforme divulgado pela pasta, a decisão da prorrogação leva em consideração:

  •  a necessidade de proteger a população na etária de 20 a 49 anos que apresenta baixa cobertura na Campanha Nacional de Vacinação Indiscriminada contra o Sarampo (35,35% – até dia 26/10/2020); 
  • a importância de atualizar a caderneta de vacinação das crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade durante a Campanha Nacional de Multivacinação para garantir o controle e a eliminação das doenças imunopreveníveis; 
  • a obtenção de altas e homogêneas coberturas vacinais para crianças de um ano a menores de 5 anos deidade na Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite que está abaixo da meta preconizada pelo Programa Nacional de Imunizações – PNI (54% – até dia 28/10/2020); 
  •  o impacto da operacionalização das referidas estratégias em virtude da situação emergencial do novo coronavírus no estado, que levou ao isolamento social da população; 
  •  a baixa procura da referida população alvo das campanhas nas Unidades Básicas de Saúde até o dia 28/10/2020, ocasionando baixas coberturas vacinais.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄