fbpx

Bombinhas são estouradas na Puc de Arcos. Alunos se assustam

Alunos da PUC Minas em Arcos passaram por momentos de medo na noite da última quarta-feira, 02, quando bombinhas foram estouradas no campus. O medo se justifica, porque um boato sobre um atentado foi espalhado no final da semana passada, deixando a comunidade acadêmica e familiares dos alunos apreensivos. A Polícia Militar foi acionada e registrou um boletim de ocorrências, relatando que houve tumulto e correria no local, por volta de 19h30. No final da noite de ontem, o Prof. Jorge Sündermann, Pró-Reitor Adjunto da PUC Minas em Arcos, enviou nota aos alunos da instituição lamentando o fato.

A história de que um aluno da PUC teria avisado que mataria pessoas no local causou medo e gerou falatório e especulações na cidade. O caso foi investigado pela polícia e esclarecido como uma brincadeira que teria sido distorcida e divulgada de maneira irresponsável.

Pró-Reitor da universidade envia nota a alunos

O Pró-Reitor Adjunto da PUC Minas em Arcos, Prof. Jorge Sündermann, se manifestou, através de nota enviada aos alunos do campus, sobre bombinhas e boatos de um suposto atentado, que ganhou repercussão em Arcos através das redes sociais, no final da semana passada.

De acordo com a nota, o Pró-Reitor Adjunto disse que os fatos serão apurados através da Instauração de uma Comissão de Inquérito, que definirá as punições de acordo com o previsto no Regimento da Universidade, e prometeu que câmeras serão instaladas no campus para melhorar a segurança. Jorge Sündermann, ainda disse que as ações causaram sofrimento, machucados e estresse em toda a comunidade acadêmica.

Leia a nota na integra

“Nota de esclarecimento da pró-reitoria da PUC-Arcos:

Caros alunos,

Tivemos alguns episódios lamentáveis no campus da PUC Minas em Arcos, especificamente, boatos sobre atentados e bombinhas em um momento em que passávamos por apreensão e instabilidade.

Na noite de hoje, dia 02/10/2013, as bombinhas, que por si só não seriam significativas, se tornaram um evento extremamente infeliz e de consequências lamentáveis devido ao momento que vivenciamos.

Felizmente, pelas informações que temos, não houve conseqüências maiores, mas geraram sofrimentos, machucados e estresse em toda a comunidade acadêmica.

Os fatos serão apurados através da Instauração de uma Comissão de Inquérito, que definirá as punições de acordo com o previsto no Regimento da Universidade.

Informamos que, embora já previsto, agilizaremos a instalação de câmeras de segurança no campus para aumentar a segurança e inibir ações lamentáveis como as que observamos no dia de hoje.

Estamos à disposição de vocês e contamos com a ajuda de todos para que o equilíbrio e a normalidade da vida acadêmica seja restaurada no campus da PUC Minas em Arcos.

Atenciosamente,

Prof. Jorge Sündermann

Pró-Reitor Adjunto da PUC Minas em Arcos”

 

 

Adriano Santos – Portal TV Cidade, Lagoa da Prata.

Fonte: Gracielle Paixão – portalarcos.com.br

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄