fbpx

Bom Despacho se destaca em programa de incentivo à preservação do patrimônio do Estado

O Icms do Patrimônio Cultural não é captado através de eventos, mas sim de ações que promovam, divulguem e valorizem o patrimônio cultural local.

Festa de Reinado de Nossa Senhora do Rosário em Bom Despacho. (Foto: Prefeitura de Bom Despacho/Divulgação).

O Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG) publicou as pontuações referentes ao Icms do patrimônio cultural. Bom Despacho está entre os primeiros colocados da região Centro-Oeste de MG com 17,51 pontos, à frente de municípios como Divinópolis e Nova Serrana.

O Icms do Patrimônio Cultural é um programa de incentivo à preservação do patrimônio do Estado, que acontece por meio de repasse dos recursos para os municípios que preservam seu patrimônio e suas referências culturais através de políticas públicas relevantes. Todavia, ao contrário do que muitos pensam, o Icms do Patrimônio Cultural não é captado através de eventos, mas sim de ações que promovam, divulguem e valorizem o patrimônio cultural local.

A secretaria de Cultura promove ações de educação patrimonial e difusão dos patrimônios como os programas Nos trilhos da cidade,  o documentário Fragmentos de reinado, vídeo sobre como fazer o Biscoito tradicional de BD e o perfil no Instagram da Estação da memória. Nestes tempos de pandemia, onde é recomendado que as pessoas fiquem em casa para evitar a proliferação da covid-19, essas ações são fundamentais para aproximar o público de Bom Despacho com sua identidade cultural e histórica.

“𝘈𝘴 ações 𝘳𝘦𝘧𝘦𝘳𝘦𝘯𝘵𝘦𝘴 𝘢𝘰 𝘱𝘢𝘵𝘳𝘪𝘮ô𝘯𝘪𝘰 𝘤𝘶𝘭𝘵𝘶𝘳𝘢𝘭 𝘴ã𝘰 𝘥𝘦 𝘦𝘹𝘵𝘳𝘦𝘮𝘢 𝘪𝘮𝘱𝘰𝘳𝘵â𝘯𝘤𝘪𝘢 𝘱𝘢𝘳𝘢 𝘢 𝘷𝘢𝘭𝘰𝘳𝘪𝘻𝘢nd𝘰 𝘦 𝘱𝘳𝘰𝘮𝘰vend𝘰 a 𝘪𝘥𝘦𝘯𝘵𝘪𝘥𝘢𝘥𝘦 𝘥𝘦 𝘉𝘰𝘮 𝘋𝘦𝘴𝘱𝘢𝘤𝘩𝘰. É 𝘢𝘵𝘳𝘢𝘷é𝘴 𝘥𝘪𝘴𝘴𝘰 𝘲𝘶𝘦 𝘤𝘰𝘯𝘴𝘦𝘨𝘶𝘪𝘮𝘰𝘴 𝘧𝘢𝘻𝘦𝘳 𝘤𝘰𝘮 𝘲𝘶𝘦 𝘢 𝘱𝘰𝘱𝘶𝘭𝘢çã𝘰 𝘴𝘦 𝘴𝘪𝘯𝘵𝘢 𝘱𝘦𝘳𝘵𝘦𝘯𝘤𝘦𝘯𝘵𝘦 𝘦 𝘷𝘢𝘭𝘰𝘳𝘪𝘻𝘦 𝘤𝘢𝘥𝘢 𝘷𝘦𝘻 𝘮𝘢𝘪𝘴 𝘰 𝘲𝘶𝘦 𝘢 𝘨𝘦𝘯𝘵𝘦 𝘵𝘦𝘮 𝘥𝘦 𝘮𝘦𝘭𝘩𝘰𝘳: 𝘰 𝘳𝘦𝘪𝘯𝘢𝘥𝘰, 𝘢 𝘓𝘰𝘤𝘰𝘮𝘰𝘵𝘪𝘷𝘢, 𝘢 𝘉𝘪𝘲𝘶𝘪𝘯𝘩𝘢, 𝘰 𝘊𝘰𝘳𝘰𝘯𝘦𝘭 𝘗𝘳𝘢𝘹𝘦𝘥𝘦𝘴, 𝘢 𝘔𝘢𝘵𝘳𝘪𝘻 𝘦 𝘵𝘢𝘯𝘵𝘰𝘴 𝘰𝘶𝘵𝘳𝘰𝘴 𝘱𝘢𝘵𝘳𝘪𝘮ô𝘯𝘪𝘰𝘴”, afirmou a servidora e historiadora, Bárbara Freitas.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄