fbpx

Bom Despacho implanta projeto de aquoponia no município

O sistema une a produção de hortaliças e peixes.

Um projeto piloto da aquaponia, um sistema que une a produção de hortaliças e peixes, foi implantado neste sábado (18), em Bom Despacho. Segundo a Prefeitura, um grupo de 20 pessoas serão ensinadas a montar o sistema e a cultivar nele os peixes e hortaliças.

O objetivo é que famílias e pequenos produtores que foram afetados pela crise causada pela pandemia do novo coronavírus possam aumentar a renda.

Serão selecionadas 10 famílias no curso e elas repetirão o processo construindo 10 unidades na Fazenda Moreiras. A renda com a venda das hortaliças e peixes será da família que implantou o sistema e cultivou os produtos.

“Inicialmente, construiremos 10 unidades na Fazenda Moreiras. Cada família terá capacidade para produzir 150 pés de alface por semana e 120 kg de peixe por semestre. Com uma unidade dessa, cada família poderá ter uma renda extra mensal de R$ 1 mil”, explicou o agrônomo da Prefeitura, Leanderson Rever.

“Além disso, todo o cultivo será orgânico e livre de produtos químicos. Isso influenciará a produção local e permitirá que a população consuma produtos saudáveis”, completou.

O agrônomo explicou que o projeto será ampliado para mais famílias de baixa renda e que o investimento para construção do sistema é baixo, em torno de R$ 6 mil. “Outros produtores poderão aprender nessas unidades e implantar o sistema nas propriedades deles”, completou.

Projeto

Aquaponia é um sistema que une o cultivo de peixes ao de plantas com raízes submersas na água. O cultivo é fácil e simples. Basta alimentar os peixes. O excremento produzido por eles é rico em nutrientes e servem como adubo para as plantas. Por sua vez, as plantas filtram e mantém limpa a água para o peixe. O resultado é uma produção sem química e 100% saudável.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄