Base com protetor solar ou protetor com cor de base?

Base com protetor solar ou protetor com cor de base?

Dermatologista explica semelhanças e diferenças para você escolher o que mais se adapta às suas necessidades

Eles são tão parecidos que podem facilmente ser confundidos, mas há muita diferença entre a base com protetor solar e o protetor solar com coloração de base. A principal delas remete à capacidade desses produtos de oferecer proteção solar e uma boa maquiagem. Mas existem outras. Para escolher a melhor opção para a sua pele, é preciso conhecer a fundo esses facilitadores da rotina de beleza.  Por isso, aproveite a galeria para conhecer cada um dos dois e ver qual deles atende melhor a sua necessidade.

-Objetivo do produto: A base é feita com o objetivo principal de fazer uma boa cobertura, a proteção solar não é prioridade. Enquanto que como o filtro solar com cor é feito para proteger, a uniformização da pele fica em segundo plano.

-FPS: Além de ser muito baixo (geralmente de 20 ou menos), não dá para ter certeza que o FPS, responsável por proteger contra os raios UVB, indicado na embalagem das bases com protetor solar é real. Essas maquiagens não passam pela mesma fiscalização rigorosa que os protetores solares. Para quem prefere a base, a melhor opção é passar um protetor sem cor por baixo dela.

Netwise

-Raios UVA: São os raios UVB que causam as queimaduras solares, mas o fato de você não ter ficado vermelho, não significa que sua pele não sofreu a ação danosa da radiação UV. Os raios UVA não causam queimaduras, mas danificam profundamente a pele e estão envolvidos com envelhecimento e câncer de pele. A proteção contra os raios UVA agora é obrigatória para os protetores solares com e sem cor, mas não para as bases com protetor solar, que costumam -ter apenas proteção contra os raios UVB.

-Aplicação: De um modo geral, a base costuma ser mais fluida, o que a torna mais fácil de aplicar de maneira uniforme na pele. Mas, segundo Valéria Campos, há filtros com cor de base que são mais leves, fluidos e secos como as bases.

-Cobertura: Os protetores solares com cor de base são, geralmente, mais viscosos que as bases e, por isso, fica mais difícil espalhá-los sem que a pele fique manchada. No entanto, Valéria Campos explica que atualmente já existem filtros com cor de base que se adaptam melhor à pele e ficam mais uniformes.

-Tonalidades: Há mais opções de bases para as diversas tonalidades de pele, em comparação com os protetores solares. Os protetores solares com coloração exata para pele morena e negra, por exemplo, ainda são raros. A opção nesse caso é escolher o protetor solar com cor adaptável as diferentes tonalidades de pele.

Fonte: bolsademulher.com

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄