Aparecida Gontijo lança o livro "Santo Antônio do Monte - Terra da Pirotecnia"

Aparecida Gontijo lança o livro “Santo Antônio do Monte – Terra da Pirotecnia”

O lançamento acontecerá durante a Feira Nacional da Pirotecnia, em Santo Antônio do Monte.

Foto: Dênia Santos

O livro “Santo Antônio do Monte – Terra da Pirotecnia”, da autora Aparecida Gontijo, será lançado nesta sexta (18), durante o lançamento da Feira Nacional da Pirotecnia, das 19 às 21 horas. Desde cedo envolvida pelas histórias e formação genealógica de sua família, ela pesquisava seus ancestrais quando chegou ao tataravô “Macota” – um pioneiro da pirotecnia na região, um nome que era sinônimo de foguete e ficou marcado nas lembranças de criança.

“Recordo que desde pequenininha, lá nos tempos meus de roça, de passar férias, quando a comunidade se reunia para a agricultura, lavouras e limpeza de terreno, sempre tinha comida, às vezes até um arrasta-pé, então tinha foguete também! Aliás em qualquer situação tinha. Nessas horas, eu ouvia de todo mundo: ô raça dos Macota, ô povo que gosta de foguete! Eu criança pensava: então sou raça desses Macota”, conta, aos risos.

Filha de Pedro Marta Gontijo (Pedro Alfredo) e Ilda Miranda, a professora, pedagoga e historiadora iniciou sua vida escolar nas classes anexas ao Colégio Normal Senhora de Fátima. Depois, no Ginásio Estadual “Dr. Álvaro Brandão” fez de 5º a 8º série e parte do 2º grau, complementando-o na Escola Estadual Nossa Senhora de Guadalupe, em Lagoa da Prata, onde também cursou o magistério. A graduação em Pedagogia a habilita como Orientadora Educacional, Supervisora Escolar e Magistério de Matérias Pedagógicas do 2º grau pelo INESP (Instituto de Ensino Superior e Pesquisa) – Divinópolis. Em 1996, pelas “Faculdades Claretianas” em Batatais (São Paulo), cursou Educação em Nível de Especialização “Lato Sensu” em Processo de Ensino – Aprendizagem: Uma Fundamentação Filosófica, Antropológica e Técnico-Pedagógica. E pela “Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras” – FAFI (Formiga), em 2002, formou-se em História.

Construiu sua vida profissional com profunda dedicação à educação, atuando como Educadora de nível I e II na rede municipal e estadual nas cidades de Santo Antônio do Monte e Luz. Além, de destacada atuação na Irmandade de Nossa Senhora do Rosário, ocupando o cargo de 1º Secretária, por dois mandatos. Com a mesma obstinação, Aparecida manteve a paixão por estudos genealógicos, que a levou a descobrir um manancial histórico que exigia ser preservado, mapeado, pesquisado, organizado e difundido.

Assim, ainda este ano, Santo Antônio do Monte ganha o primeiro registro em livro sobre a origem, desenvolvimento, manipulação e produção de fogos de artifício e explosivos no município. Atividade que remonta ao século XIX e que adquiriu importância decisiva para a economia, sociedade e #cultura locais. Para contar uma história dessa magnitude, Aparecida dedicou mais de 30 anos de pesquisas, entrevistas e análises de documentos das mais diversas fontes – com o apoio, incentivo e auxílio de amigos e outros profissionais – todos devidamente citados no livro.

Você também pode reservar o seu exemplar, no Centro de Memória (Av. Cel. Amâncio Bernardes, 181, Centro) ou pelo telefone: 37-3281-7326.

(Texto: Ismael Costa/Secretaria de Cultura e Turismo – Foto: Dênia Santos)

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄