Anvisa orienta suspensão de vacinação da AstraZeneca/Fiocruz em gestantes

Anvisa orienta suspensão de vacinação da AstraZeneca/Fiocruz em gestantes

No momento, a orientação inicial é que a aplicação do imunizante seja feita apenas com orientação médica. Agora, só podem ser aplicadas nas grávidas a Coronavac e a Pfizer.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão imediata da aplicação da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz em gestantes.  A recomendação aconteceu após gestante do Rio de Janeiro, que recebeu a vacina ter morrido. A orientação segue até que a Anvisa entenda se existe alguma relação entre a vacina e o óbito.

O Ministério da Saúde informou por meio de seu site, que investiga a morte da gestante, mas ressaltou que  “a ocorrência de eventos adversos é extremamente rara e inferior ao risco apresentado pela covid-19”. A Fiocruz, através de suas redes sociais também informou que a recomendação da Anvisa acontece por precaução e é padrão nesses casos.

Segundo a nota técnica divulgada pela Anvisa, a vacina da AstraZeneca/Fiocruz deve ser utilizada apenas seguindo as recomendações da bula. No momento, a orientação inicial é que a aplicação do imunizante seja feita apenas com orientação médica. Agora, só podem ser aplicadas nas grávidas a Coronavac e a Pfizer.

Netwise

Ainda no site do Ministério da Saúde, a pasta enfatiza que não existem ainda informações suficientes para uma decisão final sobre o uso das doses em grávidas. Mas sugere que, “para ajudar as mulheres grávidas a fazer esta avaliação, elas devem receber informações sobre os riscos da covid-19 na gravidez, os benefícios prováveis da vacinação no contexto epidemiológico atual e as limitações atuais dos dados de segurança em mulheres grávidas”.

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄