fbpx

Alimentação e imunidade: nutricionista indica alimentos que fortalecem o sistema imunológico

Viviane Soares comenta sobre a importância de uma dieta equilibrada e da ingestão de vitaminas específicas no combate às síndromes gripais; confira.

Conforme o número de infecções virais aumenta, fica mais evidente a necessidade de incluir medidas de prevenção como lavar e higienizar as mãos, usar máscaras de proteção facial e praticar o distanciamento social na rotina. Além disso, uma dieta saudável, exercícios e o sono em dia, quando aliados às vacinas, podem ser aliados no enfrentamento da gripe e do coronavírus em caso de contágio.

No caso da alimentação, a nutricionista Viviane Soares alerta: “Uma dieta saudável ajuda a fortalecer o sistema imunológico, mas deve ser adotada em conjunto com as medidas preventivas”.

Para a especialista, em linhas gerais, é importante evitar alimentos altamente processados e carregados em açúcar. “É importante ter em mente que os nutrientes obtidos a partir de uma variedade de alimentos saudáveis auxiliam o organismo em termos bioquímicos na luta contra infecções”.

Nesse sentido, é imprescindível o consumo de uma variedade de alimentos que contenham as vitaminas A, B, C, D e E e os minerais ferro, zinco e selênio” e fontes de ômega 3”, comenta.

Viviane também comenta sobre a importância da ingestão de água que, diariamente, deve ser em torno de dois litros. A desidratação, segundo ela, pode ser um fator de estresse para o corpo, já que impacta negativamente o sistema imunológico.

Viviane Soares é nutricionista clínica funcional e acupunturista, e atende na cidade de Arcos.

A nutricionista comenta que não existem pesquisas científicas sobre alimentos que ajudam a combater especificamente a covid-19. Contudo, a ingestão de determinada alimentação pode melhorar e estimular a defesa do organismo no combate aos vírus que causam as síndromes gripais. São eles:

  • Vitamina A: peixes oleosos, gemas de ovos, queijo, tofu, nozes, sementes, grãos integrais e leguminosas;
  • Vitamina B6 (riboflavina): cereais, leguminosas, vegetais de folhas verdes, frutas, nozes, peixe, frango e carne;
  • Vitamina B9 (folato): vegetais de folhas verdes, legumes, nozes e sementes;
  • Vitamina B12: produtos de origem animal, incluindo ovos, carnes;
  • Vitamina C: laranjas, limões, limas, frutas vermelhas, kiwis, brócolis, tomates e pimentão;
  • Vitamina D: a principal fonte é a luz solar, mas também é encontrada em alimentos como ovos e peixes.
  • Vitamina E: nozes, vegetais de folhas verdes;
  • Ferro: semente de abóbora , carne, frango e peixe.
  • Zinco: carne, frango, feijão e nozes;
  • Selênio: nozes, castanhas, sementes de girassol e cogumelos;
  • Omega 3: linhaça, azeite, nozes, amêndoas  e peixes marinhos de águas frias, como salmão, cavala, arenque, atum e sardinha.

Diga sim aos probióticos!”

Além dos alimentos indicados, Viviane Soares destaca a importância do consumo de probióticos no equilíbrio da microbiota intestinal que impacta no funcionamento do sistema imunológico.

Os benefícios do probióticos são muitos. Entre eles, vale destacar a inibição de bactérias indesejáveis, o fortalecimento da imunidade, a melhora no processo digestivo de modo geral e, ainda, uma maior absorção de nutrientes.

Basicamente, em conjunto com a mucosa intestinal, as bactérias que habitam a microbiota produzem uma barreira contra vários agressores do nosso corpo, como é o caso dos vírus que provocam infecções respiratórias”, diz a nutricionista.

Fontes de probióticos incluem alimentos lácteos fermentados, como iogurte e kefir. “Eles também podem ser manipulados. Para isso, levamos em conta a individualidade de cada pessoa, escolhendo as melhores cepas para suas necessidades”, conclui Viviane.


Para conhecer mais sobre o trabalho da nutricionista Viviane Soares acesse o Instagram (@nutrivivi_psoares) ou ligue (37) 991922147. Seu consultório está localizado na Rua Tenente Ribeiro, 631 – Cidade Nova – Arcos.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄