Alessandro Carvalho - Hérnia de disco

Alessandro Carvalho – Hérnia de disco

A hérnia de disco ocorre quando todo, ou parte, de um disco na espinha é forçado a atravessar uma parte mais fraca do disco. Isso gera pressão nos nervos vizinhos.

 Causas

Os ossos (vértebras) da coluna vertebral protegem os nervos que se originam no cérebro e descem pelas costas formando a medula espinhal. As raízes dos nervos são nervos longos que se ramificam a partir da medula espinhal e saem da coluna vertebral entre cada vértebra. Vértebras do corpo humano

Os ossos são separados por discos. Esses discos protegem a coluna vertebral e deixam espaço entre as vértebras. Os discos permitem que haja movimento entre as vértebras, o que permite a você se curvar ou se alongar. Os discos separam as vértebras e protegem a coluna vertebral

  • Esses discos podem sair do lugar (hérnia) ou se abrir (rompimento) por lesão ou esforço. Quando isso acontece, pode haver pressão nos nervos espinhais. Isso leva a dor, cãibras ou fraqueza.
  • A hérnia de disco ocorre com mais frequência na parte inferior (região lombar) da espinha. Os discos do pescoço (cervicais) são afetados em uma porcentagem pequena dos casos. Os discos da parte superior e média das costas (torácicos) raramente estão envolvidos.

A radiculopatia é qualquer doença que afete a raiz dos nervos espinhais. A hérnia de disco é uma causa de radiculopatia.

Netwise

Os discos deslocados ocorrem com mais frequência em homens de meia-idade ou mais velhos, geralmente após atividades mais exaustivas. Outros fatores de risco são doenças presentes no nascimento (congênitas) que afetam o tamanho do canal lombar.

Um histórico e exame físico cuidadoso é quase sempre o primeiro passo para diagnosticar a hérnia de disco. Dependendo de onde você apresentar os sintomas, pescoço, ombros, braços e mãos ou a região lombar, quadris, pernas e pés.

  • Se há dormência ou perda de sensibilidade
  • Seus reflexos musculares, que podem estar lentos ou ausentes
  • Sua força muscular, que pode estar reduzida
  • Sua postura ou a maneira como a sua coluna se curva
  • Sente, levante e caminhe. Enquanto você caminha, o médico solicitará que tente andar na ponta dos pés e depois com os calcanhares.
  • Curve-se para frente, para trás e para os lados
  • Movimente o pescoço para frente, para trás e para os lados
  • Erga os ombros, o cotovelo, o punho e a mão e verifique sua força durante essas três tarefas

A dor na perna que ocorre, quando você se senta em uma mesa de exames e levanta a perna esticando-a normalmente, sugere um disco deslocado na região lombar.

Sintomas

A dor lombar ou no pescoço pode ter sensações bem diferentes. Pode ser formigamento suave, dor surda ou dor com queimação ou pulsante. Em alguns casos, a dor é tão forte que você não consegue se mexer. Você também pode sentir dormência.

 

A dor da hérnia de disco ocorre mais frequentemente em um lado do corpo.

  • Com uma hérnia de disco na região lombar, você poderá sentir uma dor aguda em uma parte da perna, quadril ou nádegas, e dormência em outras partes. Você também pode sentir dor ou dormência na parte posterior da panturrilha ou na planta do pé. Pode ainda haver fraqueza nessa mesma perna.
  • Com uma hérnia de disco no pescoço, talvez você sinta dor ao mover o pescoço, dor profunda próxima à escápula, ou sobre ela, ou dor que se irradia para o braço, antebraço ou dedos (raramente). Você também pode sentir dormência nos ombros, cotovelo, antebraço e dedos.

A dor da hérnia de disco em geral começa gradualmente. Ela pode piorar:

  • Depois de ficar em pé ou sentar
  • Durante a noite
  • Ao espirrar, tossir ou rir

 

CLIQUE E OUÇA O PROGRAMA DE ALESSANDRO CARVALHO, QUE VAI AO AR TODAS AS SEGUNDAS DE 8:10 ÀS 8:30 NA RÁDIO TROPICAL AM.

 

Alessandro Carvalho de Sousa Terapeuta Homeopata CNT 31055/MG
Alessandro Carvalho de Sousa
Terapeuta Homeopata
CNT 31055

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄