Alessandro Carvalho - Ácido úrico

Alessandro Carvalho – Ácido úrico

O exame de ácido úrico avalia as quantidades dessa substância no sangue. O ácido úrico é um subproduto das purinas, compostos encontrados nas células do corpo, incluindo o DNA. Quando as células envelhecem e morrem, elas se quebram, liberando purinas para o sangue. Em menor grau, as purinas podem vir a partir da digestão de certos alimentos, como fígado, anchova, feijão e ervilha, ou da ingestão de bebidas alcoólicas, principalmente cerveja.

O ácido úrico é removido do corpo através dos rins e é excretado principalmente na urina, sendo que uma parte também é eliminada nas fezes. Se o corpo está produzindo grandes quantidades de ácido úrico ou ele não está sendo corretamente excretado, ocorre a chamada hiperuricemia. Altos níveis de ácido úrico no sangue podem causar gota ou se depositar nos rins, causando a formação de cálculos ou insuficiência renal.

A dosagem de ácido úrico no sangue pode ser feita para:

Netwise
  • Diagnostica gota
  • Checar se o cálculo renal está ocorrendo devido ao acúmulo de ácido úrico
  • Avaliar o sucesso de medicamentos que reduzem o ácido úrico sanguíneo
  • Acompanhar pacientes que estão fazendo quimioterapia ou radioterapia. Esses tratamentos destroem as células cancerígenas, que podem liberar purinas e ácido úrico no sangue.

Para o exame de ácido úrico é necessário um jejum mínimo de três horas antes da coleta de sangue. Também é importante dizer ao médico ou médica quais medicamentos você toma regularmente, incluindo suplementos alimentares. Em alguns casos, pode ser necessário interromper o uso da medicação. Entretanto, não pare de ingerir qualquer medicamento sem autorização profissional.

  • Com o paciente sentado, é amarrado um elástico em volta do seu braço para interromper o fluxo de sangue. Isso faz com que as veias fiquem mais largas, ajudando o profissional a acertar uma delas
  • O profissional faz a limpeza com álcool da área do braço a ser penetrada pela agulha
  • A agulha é inserida na veia. Esse procedimento pode ser feito mais de uma vez, até que o profissional de saúde acerte a veia e consiga retirar o sangue

Os níveis de ácido úrico são medidos em miligramas (mg) por decilitro de sangue (dL). Os valores de referência variam conforme o sexo:

  • Sexo feminino: 2,4 a 5,7 mg/dL
  • Sexo masculino: 3,4 a 7,0 mg/dL

Os valores de referência mostrados aqui são apenas um guia, uma vez que podem mudar de laboratório para laboratório. Além disso, o médico ou médica irá avaliar os resultados de acordo com o paciente e suas características, como idade e doenças relacionadas.

Resultados anormais

Níveis maiores do que o normal de ácido úrico (hiperuricemia) pode ser devido a:

  • Acidose
  • Alcoolismo
  • Efeitos secundários relacionados com quimioterapia
  • Diabetes
  • Excesso de exercício
  • Gota
  • Hipoparatireoidismo
  • Intoxicação por chumbo
  • Leucemia
  • Doença renal quística medular
  • Nefrolitíase
  • Policitemia vera
  • Dieta rica em purinas
  • Insuficiência renal
  • Toxemia gravídica

Níveis mais baixos do que o normal de ácido úrico podem ocorrer devido a:

  • Síndrome de Fanconi
  • Dieta pobre em purinas
  • Síndrome do hormônio antidiurético inadequado (SIADH)
  • Doença de Wilson

Outras razões que justificam a dosagem de ácido úrico são:

  • Artrite gotosa crônica
  • Doença renal crônica
  • Lesão do rim e do ureter

*Alessandro Carvalho de Sousa
Terapeuta Homeopata
CNT 31055/MG
e-mail:alessandrohomeopata@yahoo.com.br

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄