Agência reguladora fiscalizará serviços prestados pela Copasa em Santo Antônio do Monte

Agência reguladora fiscalizará serviços prestados pela Copasa em Santo Antônio do Monte

O técnico se reuniu na manhã desta quarta-feira, 5, com o procurador do Município, Júnio Sousa, os vereadores Fernanda Castro, Gustavo Couto, Viviane Greco e Ronaldo de Melo, o secretário municipal de meio ambiente Flávio de Oliveira, e a engenheira ambiental, Isabela Garibaldi.

A Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais (ARSAE) enviou um técnico para Santo Antônio do Monte, para averiguar a eficiência do tratamento do serviço de esgotamento sanitário, que é prestado pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) na cidade.

O técnico se reuniu na manhã desta quarta-feira, 5, com o procurador do Município, Júnio Sousa, os vereadores Fernanda Castro, Gustavo Couto, Viviane Greco e Ronaldo de Melo, o secretário municipal de meio ambiente Flávio de Oliveira, e a engenheira ambiental, Isabela Garibaldi.

Durante o encontro, o técnico da Arsae explicou como seria feita a fiscalização em Samonte. Segundo o procurador do Município, conforme as explicações do técnico a visita definiria quais bairros possuem coleta, transporte e disposição final do esgoto, e quais bairros possuem coleta, transporte e tratamento do esgoto. Ainda de acordo com Júnio, a fiscalização será feita na cidade até o final da semana.

“O técnico fará um relatório onde serão apontadas as “não conformidades”. O relatório será encaminhado para a Câmara, a Prefeitura e a Copasa. Logo após, a Copasa terá 30 dias para apresentar um plano de ação com as correções do que foi apontado neste relatório. Este plano será analisado pela equipe técnica da Arsae, para ver se atende às solicitações, e caso não atenda, será pedida a readequação do plano”, explica o procurador.

Ainda segundo o procurador, por se tratar de uma visita técnica, nenhuma atitude será tomada em relação às alterações nas contas de água. De acordo com Júnio, o técnico da Arsae esclareceu que esta parte é de responsabilidade da equipe econômica da Agência.

“Para resolver esta parte o Município vai solicitar uma audiência na Arsae, com a Copasa, para que a Agência interfira para nós. Esta visita é para averiguar se o serviço da Copasa atende a população, e a eficiência do tratamento de esgoto da nossa cidade”, destaca.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄