fbpx

Administração Municipal pretende fazer empréstimo de R$ 8 milhões

Dinheiro será utilizado na aquisição de veículos e equipamentos, construção de uma nova prefeitura e pavimentação de ruas

O prefeito Paulo Teodoro reuniu-se na segunda-feira 20 com sete vereadores e expôs a intenção de realizar um empréstimo de R$ 8 milhões de reais junto ao BDMG (Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais). O motivo do encontro foi para negociar junto aos parlamentares a aprovação do empréstimo pela Câmara. Uma fonte ligada ao Poder Legislativo informou ao Portal TV Cidade que, se aprovado, o empréstimo de R$ 8 milhões será aplicado da seguinte forma: R$ 3 milhões na construção de uma nova sede da prefeitura, R$ 3 milhões em pavimentação urbana e R$ 2 milhões na aquisição de veículos e máquinas. O secretário de Fazenda, Márcio Amorim, confirmou que os recursos serão aplicados nestas três áreas, mas negou que a divisão do dinheiro entre as obras já esteja definida.

Se o empréstimo for aprovado pela Câmara, as ruas a serem pavimentadas serão indicadas pelos vereadores da base do governo, informação que foi confirmada pelos próprios parlamentares na sessão legislativa de segunda à noite.

De acordo com o secretário de Fazenda, o BDMG ofereceu ao Município a contratação do crédito de R$ 8 milhões, que poderá ser pago em seis anos. “A proposta do banco foi em função dos dados contábeis da Prefeitura. Estamos estudando essa possibilidade, depende da aprovação da Câmara de Vereadores. Os encargos serão IPCA mais 8% de juros ao ano. Considerando a atual inflação, dá na faixa de 1,2% ao mês no cenário atual. O prazo de pagamento é de 72 meses, com 12 meses de carência”, explica Amorim. Considerando o empréstimo de R$ 8 milhões, pagos em 60 parcelas, a juros de 1.2% ao mês, o Município ainda vai pagar mais R$ 3 milhões em juros e amortização da dívida.

NOVA PREFEITURA

O secretário ressaltou a necessidade de se construir uma nova sede da prefeitura. “Esse prédio já está condenado. Temos notificação do Ministério Público exigindo obras de acessibilidade. Temos laudo. Se fizermos isso, o prédio cai. Essa opção de fazer uma nova sede é uma necessidade. Não está fechado, mas existe uma possibilidade”, afirma.

Amorim também destacou a necessidade de aquisição de novos veículos de trabalho para a prefeitura. “Hoje estamos com sucateamento dos caminhões de lixo, que estão andando no remendo. Os equipamentos da prefeitura, de uma maneira geral, estão necessitando de investimento. São equipamentos de serviço”.

As ruas que terão prioridade na pavimentação serão decididas, de acordo com o secretário, em conjunto com a população e vereadores. “A gente pretende estudar, em conjunto com a sociedade e com o apoio dos vereadores. A gente vai priorizar as regiões mais urbanizadas que estão na poeira. A cidade ainda tem muitas ruas sem calçamento. Esses recursos não são suficientes para pavimentar toda a cidade”, acrescenta Amorim.

 Conteúdo exclusivo do portal TV Cidade Lagoa da Prata. A reprodução total ou parcial está expressamente proibida sem a autorização por escrito da produtora, conforme determina a Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610), estando o infrator sujeitos às penalidades impostas pela legislação. É permitida somente a divulgação do teor integral por meio de compartilhamento nas redes sociais.

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄