fbpx

Abaixo-assinado pede fim de circulação de veículos pesados na Avenida Brasil em Lagoa da Prata

A meta é chegar às 5 mil assinaturas para que o documento seja apresentado na Prefeitura. Até o dia 20 de julho, o abaixo-assinado já tinha 1.763 assinaturas.

Há muitos anos a Avenida Brasil, principal trecho de entrada para a cidade de Lagoa da Prata, vem sendo palco de acidentes com vítimas. A reportagem do Jornal Cidade fez um breve levantamento e, de 2014 até 2021, foram cerca de 4 acidentes, todos com vítimas entre 16 e e 41 anos. A maioria, envolvia motocicleta e veículos pesados como carretas e caminhões. O último acidente que ocasionou a morte de uma adolescente, de 16 anos, ocorreu no dia 15 de julho. A jovem foi atropelada por um caminhão.

Com o objetivo de evitar que mais acidentes assim ocorram, Dayane Gonçalves, que era amiga da última vítima resolveu tomar a atitude de iniciar um abaixo-assinado pedindo medidas de segurança no local, como a proibição de veículos pesados.

“Perdemos uma pessoa muito querida, e por saber que ela não é a primeira a perder a vida dessa forma, decidi fazer o abaixo-assinado. No sábado [18 de julho] recebi uma mensagem de um conhecido falando que quase havia sido atropelado no mesmo lugar, e fiquei pensando muito a respeito. É a avenida que tem mais acidentes. Queremos proteger não só os jovens. Sabemos que já aconteceram outros acidentes lá pela irresponsabilidade no trânsito”, disse.

A meta é chegar às 5 mil assinaturas para que o documento seja apresentado na Prefeitura. Até o dia 20 de julho, o abaixo-assinado já tinha 1.763 assinaturas.

A secretaria de Obras, por meio da assessoria de comunicação da prefeitura de Lagoa da Prata informou que é de interesse da gestão municipal realizar estudo de tráfego para desafogar o trânsito de caminhões pesados na avenida Brasil. “Porém, de acordo com a legislação vigente, a fiscalização do tráfego no município de Lagoa da Prata é responsabilidade do Estado e a Prefeitura necessita de alteração na legislação para realizar os estudos e, consequentemente, a alteração do tráfego na Avenida Brasil, assim como fiscalização do corpo técnico de segurança do município”, explicou.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄