COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

O Secretário Municipal de Obras, Carlos Brasil Guadalupe (Lalinho) atendeu a um requerimento da Câmara e submeteu-se a questionamentos dos vereadores na sessão ordinária de segunda-feira (22/04).

A vereadora Quelli Couto/PPS questionou sobre uma notificação que a Prefeitura enviou aos proprietários de lotes e terrenos baldios, obrigando-os a construírem o passeio sob pena de serem multados. O secretário disse que os contribuintes de baixa renda poderão ter o prazo aumentado para a realização da obra. “Fica mais bonito se tiver passeio. Também tem os seus pontos negativos. Vai aumentar o calor. Tem gente que não tem dinheiro para pagar. Acho que a prefeitura não vai fazer (construção dos passeios) para as pessoas que não têm condições de fazer. Quem tem dinheiro, nós vamos exigir”, disse.

Continua depois da publicidade .

CALÇADÃO NA PRAÇA DA MATRIZ

O secretário confirmou que, embora não seja prioridade do governo, existe a intenção de se fechar as ruas em frente e atrás da Igreja Matriz São Carlos Borromeu para a construção de um calçadão. “Essa é idéia antiga, do primeiro governo do Zezinho (José Octaviano Zezinho Ribeiro/PT – 1993-1996). A idéia é valorizar o ser humano e não os automóveis. Nós temos uma praça tão pequena! Por que não fechar na frente e atrás da Igreja? Vai ter horário de carga e descarga para as empresas. Nossa intenção é valorizar o ser humano. No anteprojeto tem um banheiro na praça para as pessoas utilizarem quando houver evento. A feira será realizada atrás da igreja duas vezes por semana. Não é prioridade do governo. O prefeito simpatizou com a idéia. É bom saber o que a população quer”, disse Lalinho.

Questionado sobre a demora da Secretaria de Obras em responder os requerimentos dos vereadores, o secretário disse que o volume de serviço e a falta de funcionários impedem que as solicitações sejam respondidas no tempo adequado. “Todo dia que chego à secretaria tem trinta pedidos. Aí eu faço dois e chegam mais trinta. Estamos dando prioridades. Todo dia tem gente entrando de férias”, explica Guadalupe.

Conteúdo exclusivo do portal TV Cidade Lagoa da Prata. A reprodução total ou parcial está expressamente proibida sem a autorização por escrito da produtora, conforme determina a Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610), estando o infrator sujeitos às penalidades impostas pela legislação. É permitida somente a divulgação do teor integral por meio de compartilhamento nas redes sociais.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp