COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

A Unidade de Terapia Intensiva Neonatal – UTI Neo, da Santa Casa de Formiga, iniciará o atendimento na próxima segunda-feira, 17 de fevereiro. Conforme a Administração do Hospital, o atraso, de, aproximadamente, quase três meses, foi devido ao atraso na entrega de alguns equipamentos, e do credenciamento dos leitos e a falta de profissionais para suprir a escala médica.

 

Continua depois da publicidade .

A enfermeira e responsável técnica da UTI Neo, Dayanne Tasende, explica que as empresas responsáveis por entregar os equipamentos e máquinas atrasaram, devido às festividades e aos feriados do final de ano. Com isso, a Unidade não pôde realizar qualquer tipo de atendimento. “Seria uma irresponsabilidade da nossa parte, começar o atendimento. Outro fato que atrasou o funcionamento da Unidade foi à dificuldade de estruturar a equipe com médicos neonatologistas e também enfermeiros”, comentou a enfermeira.

 

Conforme o provedor da Instituição, Dr. Geraldo Couto, a UTI Neo possui vinte leitos, mas, num primeiro momento, iniciará o atendimento com cinco. O provedor explica que há certa burocracia no cadastramento dos leitos, junto aos órgãos responsáveis e fiscalizadores da saúde e que, até meados de 2014, todos os vinte leitos estarão funcionando e beneficiando a população do município e de outras 54 cidades da região. Dr. Geraldo ainda ressalta que todos os leitos da UTI Neo são 100% para atendimento via Sistema Único de Saúde – SUS.

 

O provedor também comenta sobre a implantação de um novo projeto o de Telemonitoramento de UTI Neo no Hospital. A ação é inovadora e a Santa Casa de Formiga fará parte desta rede que visa reduzir a mortalidade de recém nascidos. A equipe médica, enfermagem, equipe multiprofissional e técnicos da informação participaram de um treinamento e já estão inscritos no projeto. No dia 18 de fevereiro, às 17h00, através de uma webconferência, a UTI Neo de Formiga já participará de uma palestra sobre Cardiopartia do Neonato.

O projeto de Telemonitoramento

O telemonitoramento permite a interação entre os profissionais na área com os profissionais das UTIs neonatais do interior do Estado. A comunicação acontece pelo sistema de teleconsultoria, por meio de webconferência entre os plantonistas da central de telemonitoramento e os serviços de saúde locais. Os casos clínicos são acompanhados e discutidos online (webconferência e teleconsultorias emergenciais) entre o médico responsável diretamente pelo paciente e sub-especialistas remotos da central de monitoramento, quando houver indicação.

O projeto de Telemonitoramento em UTI Neo foi lançado em dezembro de 2012 e o Estado investiu aproximadamente R$ 2,5 milhões.

 

A Santa Casa de Formiga é o 10º hospital de Minas Gerais a fazer parte do Projeto de Telemonitoramento de UTI Neo. Na região Centro Oeste, além da instituição formiguense, o Hospital São João de Deus de Divinópolis faz parte do projeto.

UTI Neo Formiga

No dia 08 de novembro, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Saúde de Minas Gerais, inaugurou, na Santa Casa de Formiga, vinte leitos de UTI Neonatal, os quais contribuirão para a redução da mortalidade infantil. A obra, com o nome de “Dr. Concéssio Batista da Costa”, recebeu incentivo de mais de R$1 milhão do Governo Estadual.

A UTI Neo em Formiga será coordenada pela pediatra e neonatologista Dra. Giselle Lima Barbosa Cuconato. A Unidade funcionará 24 horas semanais, com um médico diarista – nos períodos da manhã e da tarde. A equipe médica terá, aproximadamente, dez profissionais especializados.

Dra. Giselle é natural de Juiz de Fora/MG. Ela formou-se em Medicina, em 1992, pela Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF. É pós-graduada em Assistência Hospitalar ao Neonato. A médica é instrutora do curso de Reanimação Neonatal da Sociedade Brasileira de Pediatria – SBP. Além disso, atuou na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora. Foi, ainda, coordenadora, durante dez anos, da UTI PED (mista) do Hospital Regional João Penido, na mesma cidade.

Fonte:dra. giselle cuconato e a enfermeira RT Dayanne Tasendeuti neo 2

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp