COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

A entrada em vigor, no final de 2010, da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que ficou por quase 20 anos tramitando no Congresso Nacional, vai transformar a maneira como a sociedade se relaciona com seus resíduos.
O que antes era genericamente tratado como“lixo”, agora tem valor e deve servir como base para a construção de novas cadeias de valor e novos negócios. As pessoas vão deixar de ter uma relação mágica com o lixo. O que antes bastava ser colocado em um saquinho e deixado na calçada, agora precisa ser separado e ter destinação correta.
lixoA PNRS estabelece prazo até 2020 para que o Brasil tenha toda a estrutura necessária para dar uma destinação adequada a qualquer resíduo sólido (o que antigamente se chamava de lixo). Para chegar lá, no entanto, será preciso agir nas áreas política, econômica, ambiental, cultural e social, com metas e prazos definidos.
Este processo está em andamento e quem ainda não adota práticas de separação e destinação correta do seu lixo deve começar a pensar nisso. A medida, que para empresas se encaixa dentro da suas obrigações dentro da responsabilidade social, para o cidadão é um ato de cidadania, preocupação com o meio ambiente e com o restante da sociedade.

 

Continua depois da publicidade.

O QUE NÃO VAI PARA O LIXO RECICLÁVEL

Papel-carbono, etiqueta adesiva, fita crepe, guardanapos, fotografias, filtro de cigarros, papéis sujos, papéis sanitários, copos de papel. Cabos de panela e tomadas. Clipes, grampos, esponjas de aço, canos. Espelhos, cristais, cerâmicas, porcelana. Pilhas e baterias de celular devem ser devolvidas aos fabricantes ou depositadas em coletores específicos.

 

EMBALAGENS  MISTAS, FEITAS DE PLÁSTICO E METAL, METAL E VIDRO E PAPEL E METAL

Nas compras, prefira embalagens mais simples. Mas, se não tiver opção, desmonte-a separando as partes de metal, plástico e vidro e deposite-as nos coletores apropriados. No caso de cartelas de comprimidos, é difícil desgrudar o plástico do papel metalizado, então descarte- as junto com os plásticos.
Faça o mesmo com bandejas de isopor, que viram matéria-prima para blocos da construção civil.

 

O QUE É RECICLÁVEL

É reciclável todo o resíduo descartado que constitui interesse de transformação de partes ou o seu todo. Esses materiais poderão retornar à cadeia produtiva para virar o mesmo produto ou produtos diferentes
dos originais. Por exemplo: Folhas e aparas de papel, jornais, revistas, caixas, papelão, PET, recipientes de limpeza, latas de cerveja e refrigerante, canos, esquadrias, arame, todos os produtos eletroeletrônicos e seus componentes, embalagens em geral e outros.

 

COMO SEPARAR O LIXO

Não misture recicláveis com orgânicos – sobras de alimentos, cascas de frutas e legumes. Coloque plásticos, vidros, metais e papéis em sacos separados. Lave as embalagens do tipo longa vida, latas, garrafas e frascos de vidro e plástico. Seque-os antes de depositar nos coletores. Papéis devem estar secos. Podem ser dobrados, mas não amassados. Embrulhe vidros quebrados e outros materiais cortantes em papel grosso (do tipo jornal) ou colocados em uma caixa para evitar acidentes. Garrafas e frascos não devem ser misturados com os vidros planos.

 

SAIBA MAIS

  • Papéis: todos os tipos são recicláveis, inclusive
    caixas do tipo longa-vida e de papelão.
    Não recicle papel com material orgânico, como
    caixas de pizza cheias de gordura, pontas
    de cigarro, fitas adesivas, fotografias, papéis
    sanitários e papel-carbono.

 

  • Plásticos: 90% do lixo produzido no mundo
    são à base de plástico. Por isso, esse material
    merece uma atenção especial. Recicle sacos
    de supermercados, garrafas de refrigerante
    (pet), tampinhas e até brinquedos quebrados.

 

  • Vidros: quando limpos e secos, todos são recicláveis,
    exceto lâmpadas, cristais, espelhos,
    vidros de automóveis ou temperados, cerâmica
    e porcelana.

 

  • Metais: além de todos os tipos de latas de
    alumínio, é possível reciclar tampinhas, pregos
    e parafusos. Atenção: clipes, grampos, canos
    e esponjas de aço devem ficar de fora.em
    matéria-prima para blocos de construção civil.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp