COMPARTILHAR
Foto: Polícia Militar
Continua depois da publicidade.

A operação foi desencadeada pela Guarda Civil Municipal e Polícia Militar

No último domingo (20), em Lagoa da Prata, por volta das 17 horas, juntamente com a Guarda Civil Municipal a Polícia Militar desenvolveu uma operação batida policial, com a intenção de surpreender traficantes que fazem comércio de entorpecentes na região da praça de eventos e praia municipal.

Com auxílio do sistema de vídeo monitoramento foi possível identificar o momento que uma mulher negociava a compra de entorpecentes com um homem. O casal foi abordado em um bar nas proximidades da praia e durante a ação um terceiro usuário dispensou uma bucha de maconha no chão. O trio foi detido e os militares conseguiram descobrir que a droga foi adquirida em uma residência na rua Paraíba.

Continua depois da publicidade.

As equipes policiais deslocaram para a casa suspeita e em frete a esta depararam com duas mulheres uma maior e outra menor residentes do imóvel. Durante as buscas no interior do imóvel, foram encontrados mais 3 buchas de maconha prontas para o comércio, 9 papelotes de cocaína, 2 cartelas contendo 25 pontos de LSD cada uma, 02 facas com resquícios de maconha na lâmina, 01 arma de fogo tipo garrucha calibre 22mm inox desmuniciada, uma caixa de lâminas utilizadas para fracionar drogas, uma balança de precisão e diversas sacolas plásticas utilizadas para embalar drogas. Foram apreendidos também os celulares das autoras.

As conduzidas disseram que o material apreendido no interior da residência pertencia a outro indivíduo e que elas estariam morando ali de favor.

Após a saída dos policiais, chegou informação de que uma motocicleta Yamaha Fazer, ocupada por 2 indivíduos, havia entrado na residência vistoriada fugindo em seguida sentido à MG 170, sendo estes também abordados e durante busca pessoal foi encontrado dentro da capinha do celular de um deles uma unidade de “LSD” com o desenho parecido com o das substâncias encontradas na residência, além da quantia de R$12,00 em dinheiro.

Diante do exposto, os autores/infratores juntamente com todo material foram presos/aprendidos e conduzidos para a DEPOL.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp