COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

O Serviço de Obras Sociais de Lagoa da Prata (S.O.S) está realizando uma campanha para aumentar o número de colaboradores que possam fazer doações mensalmente para ajudar a manter a instituição. Atualmente o SOS atende 88 idosos, e de acordo com a presidente Ludmila Rocha Dorella, o custo mensal da unidade é elevado. “Hoje contamos com um quadro de funcionários, que são enfermeiros, técnicos em enfermagem, psicólogas, assistente social, médicos (voluntários), nutricionista, cozinheiras, auxiliares de cozinha e cuidadoras. Tudo isso gera um custo. Nossas despesas são muito altas e os recursos são poucos para cuidar dos nossos idosos dignamente”, afirmou.

A realização da campanha surgiu de uma ideia proposta por um grupo de colaboradores. “A ideia surgiu quando apresentamos nossas reais necessidades financeiras para o sustento do SOS e as necessidades que ainda temos em vistas de uma série de adequações que precisam ser feitas em relação a contratação depessoal para correspondermos à legislação vigente. No último ano obtivemos muitos avanços, mas ainda estamos bem longe do ideal. Tomando conhecimento de que era grande a necessidade de aumentarmos nossa renda mensal, surgiu a ideia de pedir a parceria dos meios de comunicação disponíveis em nossa cidade para sensibilizar a comunidade de Lagoa da Prata e aumentar nossa receita a partir da contribuição de pessoas solidárias que abracem a causa com fidelidade”, ressaltou a presidente.

Continua depois da publicidade.

O Serviço de Obras Sociais existe há 47 anos em Lagoa da Prata e foi criado por Maria Teresa Winters, holandesa, leiga consagrada do Instituto Unitas, que fundou o local com o objetivo de socorrer as necessidades dos pobres. “No começo, o SOS desenvolvia várias frentes sustende trabalho social, como distribuição de alimento, roupa e medicamentos; clube de mães para orientação e escola profissionalizante. Hoje, apenas o serviço de acolhida de idosos com condição social desfavorável e vínculos familiares rompidos ou enfraquecidos”, ressaltou Ludmila.

Quem puder fazer a doação deve entrar em contato com Tales ou Rosa pelo telefone 3261-1744, ou deixar um recado na fanpage do SOS. Uma equipe da instituição entrará em contato para fazer o cadastro. As doações também poderão ser feitas através da conta de água, para isso, basta procurar o serviço de atendimento do SAAE ou solicitar a ficha de cadastro no próprio SOS.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp