COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

Os empresários também expuseram suas reivindicações e apresentaram o plano de trabalho do grupo

Empresários e representantes da ACE/CDL se reuniram hoje com o Executivo Municipal em busca de soluções para a segurança pública do município. Foram debatidos temas como o aumento do efetivo da Guarda Civil Municipal, câmeras de monitoramento, identificação facial de autores de crimes e placas de veículos, municipalização do trânsito, entre outros. Os empresários também expuseram suas reivindicações para melhorar a sensação de segurança pública.

De acordo com o prefeito Paulo Teodoro, antes de qualquer mudança, é um fundamental se município mude regime de contratação dos servidores públicos. “Se não mudarmos o regime da prefeitura, saindo do celetista para o estatutário, as coisas continuarão difíceis. Temos pessoas aqui que se aposentaram com 50 e poucos anos e só sairão com 70 e tantos porque o regime permite isso. Em consequência, não podemos chamar ninguém que está na fila e não podemos também abrir vagas. Se houver essa mudança poderemos chamar de cara de 30 a 54 guardas civis. Essa é a solução e a mudança está com os vereadores”, afirmou.

Continua depois da publicidade .

Nesta semana, Lagoa da Prata recebeu o reforço de 13 novos policiais militares. “A preocupação do alto comando da Polícia Militar é que Lagoa da Prata não vire uma Nova Serrana, onde a criminalidade é altíssima, assalto o dia todo.  Isso foi uma decisão técnica do comando da Polícia Militar. Não tem nada de política. Além disso o delegado regional, Ivan Lopes, está tentando conseguir para nós mais quatro policiais civis”, disse o prefeito.

Teodoro também falou que a questão de segurança também deve e será trabalhada nas escolas.  “Tudo começa desde cedo. É orientarmos as crianças para que, quando jovens, não escolham o caminho do crime. As famílias, em união com as escolas, devem se manter vigilantes em relação aos locais que seu filho está frequentando, pois vezes acham que o filho está na escola e não está”.

Para o diretor do Sicoob Crediprata, Antônio Claret, os anseios do grupo de empresários vêm de encontro com todos os assuntos pautados pelo prefeito. “Entregamos um documento para o prefeito por saber da seriedade do governo dele. Estamos junto nisso e nesse momento a segurança é um gargalo que preocupa toda a população. Faremos um abaixo-assinado, junto à população, e não é uma crítica ao governo, mas sim uma mobilização para gerar uma reação e reforçar as ações já previstas pelo Executivo”, explicou.

Prefeito Paulo César Teodoro

Junção de secretarias

Sob a hipótese de fundir as secretarias de Cultura e Esporte ou Educação para que seja criada a Secretaria de Segurança Pública, o prefeito disse que acha a proposta  terrível. “Essa não é a solução. As secretarias de Esporte e Cultura devem ser é fortalecidas porque são nosso modo de prevenção. Se a secretaria de Cultura não está atendendo como deveria atender nós devemos é fortalecer, investir mais. A prevenção é o remédio. Não adianta nada fundir duas secretaria, criar uma meia-boca e não prevenir. Aí lá na frente eu vou remediar. É muito mais caro, mais triste e isso nós não queremos”, destacou.

Relação de registros de crimes em Lagoa da Prata nos últimos anos. (Dados até março/2017)

Tráfico de drogas

2013 – 92

2014 – 67

2015 – 58

2016 – 95

2017 – 30

Homicídio

2013 – 8

2014 – 7

2015 – 3

2016 – 5

2017 – 6

Furtos

2013 –  1032

2014 – 815

2015 – 1016

2016 – 1086

2017 – 2013

Roubos

2013 –  73

2014 – 100

2015 – 163

2016 – 226

2017 – 59

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp