COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Chegou ao fim a 30ª edição do Enduro da Independência. O título ficou com o mineiro da cidade de Lagoa da Prata, Rodrigo Amaral, que desbancou grandes adversários para conquistar o título inédito da categoria Master. No total foram percorridos 596 quilômetros entre diversas cidades mineiras em quatro dias de prova.

“Estou muito feliz por conquistar este título. O Enduro da Independência é referência, o evento é o mais importante do Brasil. E ter competido com os melhores pilotos do país em uma prova de altíssimo nível técnico me deixa ainda mais orgulhoso pela conquista”, comemorou Amaral.

Continua depois da publicidade.

A quarta etapa da competição partiu da cidade de Mariana rumo a Sabará, com cerca de 150 quilômetros percorridos. As trilhas da última etapa passou entre regiões como Serra do Caraça, Morro d’Água Quente, Catas Altas e Caeté.

No segundo lugar ficou o piloto capixaba Jomar Grecco seguido pelo mineiro Gianino Coscarelli. A quarta posição ficou Sandro Hoffmann e na quinta colocação Dário Júlio, ou, “Darim”, como é carinhosamente chamado em sua terra natal.

“É muito bom participar de mais um Independência. Comecei no enduro e é ótimo ver o crescimento da competição e da modalidade. Há um ano estava sem disputar provas de enduro em função do foco no rali. As modalidades são bem diferentes, por isso a dificuldade de conseguir um melhor resultado. A navegação do enduro é bem mais intensa que o rali e isso vai me ajudar nas futuras provas”, destaca Dário.

A edição comemorativa de 30 anos do Enduro da Independência reuniu mais de 330 pilotos divididos em 12 categorias. Destaque para a categoria Feminina, que este ano reuniu 6 competidoras, número significativo para uma disputa como esta. Ainda não foi divulgado o resultado oficial, mas a piloto da onda Sabrina Catana, liderava até o terceiro dia da competição.

A competição é organizada pelo Trail Clube Minas Gerais, liderada pelo presidente, Gustavo Jacob. “A edição de 30 anos foi um verdadeiro sucesso seguno os próprios pilotos. A prova foi técnica e compacta, um formato que agradou muito e deve continuar nos próximos anos. Cumprimos os nossos objetivos e agora eu vou dormir tranquilo, ainda mais pelo fato de mais uma vez ninguém ter se machucado. Vamos trabalhar para que o Enduro da Independência tenha no mínimo mais 30 anos de sucesso”, concluiu.

Resultado final Master

1º – 155 pontos – Rodrigo Amaral

2º – 151 pontos – Jomar Grecco

3º – 144 pontos – Gianino Coscarelli

4º – 138 pontos – Sandro Hoffmann

5º – 133 pontos – Dário Júlio

 

Foto: Leo Tavares

Fonte: Equipe MOTO.com.br

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp