COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

A Secretária Municipal de Educação, Márcia Bernardes, se reuniu com vereadores Viviane Greco, Fernanda Castro, Marcos Antonio da Silva e Ocimar Antônio Dos Santos, na manhã desta terça, 24, para falar sobre o remanejamento de cerca de 50 alunos da zona rural de nosso município para escolas da cidade e zonas rurais mais próximas.

Serão remanejados alunos das comunidades de Ponte Nova, Capela (que virão estudar na cidade), Ponte Pedra (remanejados para a Comunidade de Espraiado Veloso) e Batatal (remanejados para a Comunidade de Francisco Braz).

Continua depois da publicidade.

A medida se faz necessária por questões de logística e administração pública, uma vez que os recursos recebidos do FUNDEB são escassos, além da questão de desenvolvimento socioeducativos dos alunos.

Há salas mistas, onde alunos de diversas idades estudam juntos, ou mesmo salas com um único aluno. A medida fará com que estes alunos possam desenvolver-se intelectual e socialmente, o que garantirá um futuro melhor para todos.

Secretária de Educação Márcia Bernardes (de branco) e vereadores.

As vereadoras Fernanda e Viviane sugeriram que, durante a primeira semana do remanejamento, a Secretaria disponibilize um(a) monitor(a) para acompanhar os alunos, tornando a mudança mais agradável e deixando os pais mais tranquilos.

A Secretária acredita que, com estes remanejamentos, o Município economizará cerca de 400 mil reais ao ano e se disponibilizou a atender aos pais das respectivas Comunidades para esclarecer dúvidas, pessoalmente ou pelos telefones: 37 3281-7618 ou 3281-7619


Outras questões discutidas na Câmara de Santo Antônio do Monte nesta semana

Aconteceu, nesta segunda-feira (23), a 1ª Reunião Extraordinária da Câmara Municipal em 2017. Foram aprovados quatro projetos, sendo:
•Projeto de Lei 001/2017 que “Concede revisão geral anual das remunerações aos Servidores Públicos civis do Município de Santo Antônio do Monte – MG”.
•Projeto de Resolução 001/2017 que “Autoriza o Poder Legislativo a firmar convênio com entidades financeiras para viabilizar empréstimo com consignação em folha de pagamento”.
•Projeto de Lei Complementar 001/2017 que “Altera a Lei Complementar nº 50 de 01/01/2010, acrescendo vagas ao cargo de Educador de Educação Infantil e dispondo sobre nova carga horária para os cargos que especifica”.
•Projeto de Lei Complementar 002/2017 que “Altera a Lei Complementar nº 51 de 01/01/2010, dispondo sobre nova carga horária e vencimentos para os cargos de: Técnico em Enfermagem e Técnico de Laboratório e cria os cargos que especifica para atuação na Unidade de Pronto Atendimento Municipal”.

Via Roberta Oliveira – Câmara S. A. do Monte

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp