COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Fotos: Luiz Francisco e Anderson Junior

Um rapaz foi assassinado a tiros no Bairro Sol Nascente na tarde dessa terça-feira (30). Segundo informações da Polícia Militar, o jovem, que a princípio foi identificado apenas como “Jefinho”, foi surpreendido quando estava na porta de um comércio, na Rua Felizardo de Castro. O autor efetuou três disparos, que atingiram a vítima na cabeça, e em seguida fugiu. o rapaz teve perda de massa encefálica.

Continua depois da publicidade.

Uma guarnição da PM, comandada pelo Sargento Edson Pereira, realizou um intenso rastreamento pelas proximidades e em menos de meia hora conseguiu localizar uma mulher que segundo informações de testemunhas, seria a autora do crime. Ela estava no Bairro Coronel Luciano. A polícia fez a prisão da suspeita e a apreensão de uma arma de fogo, com um cartucho intacto e três deflagrados.

Junto com a suspeita a polícia também prendeu um rapaz que, segundo a mulher, seria seu namorado e dono da arma usada no crime. Esse rapaz estava próximo ao local do crime e foi capturado pela PM.

O sargento da Polícia Militar, Edson Pereira, disse que a mulher já tinha passagem pela polícia. “Ela já é conhecida pela polícia por tráfico e outros crimes. Essa mulher já ficou presa no Presidio de Lagoa da Prata. O nome dela não vai ser divulgado por hora, pois será feita uma investigação sobre outros possíveis crimes envolvendo a arma que estava com ela”, disse o sargento Pereira.

O local foi preservado pela polícia até a chegada da perícia. Posteriormente o corpo será levado até a cidade de Bom Despacho para passar por uma necropsia.

Os suspeitos foram levados até o Pronto Atendimento Médico de Lagoa da Prata para passarem pelo exame de corpo de delito. Em seguida foram levados até o Quartel da Polícia Militar para que a ocorrência fosse concluída.

Em conversa com a mulher, ela disse a nossa reportagem que no último sábado havia sofrido agressões por parte da vítima. Ela contou que a vítima havia golpeado o rosto dela com uma garrafa e que posteriormente a ameaçou de morte. Por isso decidiu matar o rapaz. Segundo ela, o namorado, que também foi detido, passou uma arma para ela e disse pra  “fazer o que achasse melhor”.

Tranquila e sorrindo ela disse que a vítima provocou a própria morte. “Eu estou tranquila, sou uma pessoa muito tranquila. Se ele não tivesse me agredido eu jamais teria matado ele. Eu não tinha nada com ele, só o conhecia da rua e do uso de drogas. Eu acho que por causa de drogas alguém o pagou pra fazer isso comigo”, disse a suspeita.

Ela falou que desde sábado estava estudando algo pra se vingar da vítima, mas não ia mata-lo. Na manhã de hoje ela mudou de ideia e resolveu executar o homicídio. “Ontem a noite eu fui lá com os meninos, simplesmente pra bater nele e cortar a orelha dele, só pra ele aprender. Eu não estava pensando em matar. Mas hoje, no impulso, eu levantei, olhei no espelho, vi meu olho roxo e mudei de ideia. Não tinha condições de ficar desse jeito”, detalhou a suspeita.

O casal agora ficará a disposição do poder judiciário e a Polícia Civil irá investigar o caso.

Até o fechamento dessa matéria o corpo ainda estava no local do crime.

 

Adriano Santos – TV Cidade, Lagoa da Prata.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp