COMPARTILHAR
Foto: Arquivo Pessoal
Continua depois da publicidade .

Cerca de 200 prefeitos afiliados compareceram à votação, que contabilizou 185 votos válidos

O prefeito de Moema Julvan Lacerda (PMDB) foi eleito presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), para o biênio 2017 a 2019. A eleição com chapa única e suprapartidária ocorreu nesta quinta-feira (30) na sede da AMM em Belo Horizonte e definiu também outros membros da diretoria.

Cerca de 200 prefeitos afiliados compareceram à votação, que contabilizou 185 votos válidos. A diretoria da chapa “Prefeitos unidos, AMM forte!” ficou assim definida: Presidente: Julvan Lacerda (PMDB/Moema); Vices-presidentes: Wander Borges (PSB/Sabará), Dr. Marcos Vinícius (PSDB/Coronel Fabriciano) e Rui Ramos (PP/Pirajuba); Secretários: Maria Aparecida Magalhães (PMDB/Manhuaçu) e José Cordeiro (PSDB/Congonhas); Tesoureiros: Daniel Sucupira (PT/Teófilo Otoni) e Geraldo Godoy (PMDB/Periquito).

Continua depois da publicidade .

Durante a eleição, autoridades da política mineira e nacional estiveram presentes na sede da AMM. Entre eles, o vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade, o ex-prefeito de Belo Horizonte e presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Marcio Lacerda, o ex-presidente da AMM, Antônio Júlio, o representante da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Ângelo Roncalli, além de deputados estaduais e federais.

Ao agradecer a presença de todos, o presidente da AMM, Antônio Carlos Andrada, saudou a união e o consenso em torno da chapa liderada pelo prefeito de Moema. “A construção dessa chapa, com a união de todas as forças políticas interessadas e presentes em Minas é uma demonstração, não só para a sociedade mineira, mas um recado para o Brasil. É preciso ter esse espírito desarmado, de união, para a conjugação de esforços na busca de uma solução”, ressaltou.

Foto: Arquivo Pessoal

Na avaliação de Andrada, diante do momento delicado vivido pelo País, com dificuldades permeando todos os setores da atividade pública, despender esforços com disputas não seria bom. “Estaríamos perdendo tempo, perdendo energia. O momento pede muita paciência, calma e união de esforços para a superação das dificuldades, que não são poucas”, completou. Ele ainda parabenizou o presidente eleito, Julvan Lacerda, e destacou que a chapa única demonstra que “o municipalismo em Minas tem força, está vivo, tem rumo, caminho e liderança.”

Julvan Lacerda, que tomará posse, juntamente com a nova diretoria, durante o 34º Congresso Mineiro de Municípios, que será de 9 a 11 de maio, se comprometeu a fazer o melhor para unir forças, “dando espaço aos companheiros para chancelar e legitimar esse grande acordo que fizemos. Hoje, estamos nesse clima de harmonia e união, todos no mesmo projeto, e isso é muito bom, porque a energia que despenderíamos para concorrer à eleição, direcionaremos para a luta da causa municipalista”, destacou.

Julvan destacou também a importância dos chefes do executivo municipal. “Os prefeitos são a maior força política do País. Nós só somos subjugados porque ainda não temos união. E a nossa chapa nasce com essa força. E que ela perdure por todo o mandato”, finalizou.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp