COMPARTILHAR
(Foto: Lagoa da Prata Mil Grau)
Continua depois da publicidade.
Em fotos, árvore em Lagoa da Prata parece ‘perfurada’ por fiação elétrica.
Empresa responsável diz que modelo de corte é correto e mais eficiente.

O formato de uma árvore tem sido motivo discussão em Lagoa da Prata. Depois de ser podado por uma equipe da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), a copa da árvore ficou parecida com um biscoito. Muita gente não entendeu, fotografou o corte e publicou em redes sociais. Um engenheiro ambiental entrevistado pelo G1 afirma que a árvore está firme e forte. A Cemig informou que o procedimento é adequado.

Uma internauta da cidade publicou a foto junto com um comentário contra o tipo de poda. “Passando pela Rua Prefeito Paulo Lobato, no Chico Miranda, me deparo com um absurdo desse. Uma árvore que mais parece aquelas coisas de japonês. Assustada com o formato gigante de um biscoito, eu paro o carro e pergunto a um simpático jovem o que seria aquilo. Ele me responde que seria uma poda de árvore feita pela Cemig. […] Isso não é poda. É uma verdadeira falta de respeito com os moradores. O que o povo pode fazer? Reclamar? Pra quem? Trocar de companhia? Para qual? Que vergonha“, disse.

Continua depois da publicidade.

Logo após, a imagem foi compartilhada por vários usuários e outros comentários surgiram. “A Nasa [agência espacial americana] deveria estudar estes podadores de árvores. Edward mãos de tesoura está fazendo um bico na Cemig”, comentou uma página de humor sobre a cidade. “Criativo é fazer túnel. Cemig preguiça”, comentou outro internauta.

Tudo certo
De acordo com o engenheiro ambiental Júnior Nogueira, presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Codema) de Lagoa da Prata, o corte em formato de biscoito não prejudica a árvore. “Parte da população interpreta esse corte de forma errada, imaginando que causa algum tipo de dano ao meio ambiente. Porém, isso não é verdade. Esse tipo de corte já foi bastante estudado por especialistas e passou a ser adotado pela Cemig após a eficiência ter sido constatada“, afirmou.

Ainda segundo ele, o modelo de corte antigo, chamado de “topoidal” porque remove os galhos pelo topo, faz com que os galhos cresçam mais fracos. “Já o corte interno, que consiste na remoção dos galhos que encostavam na rede elétrica, permite que a árvore cresça pelas laterais. Esta em Lagoa da Prata cresceu tão bem que fechou-se por cima. Isso é um caso atípico, pois normalmente as copas ficam na forma da letra v, não da letra o“, acrescentou.

A Cemig emitiu nota sobre o caso. A empresa informou que executa podas de árvores de acordo com a norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). “A poda realizada em árvore de Lagoa da Prata é do tipo túnel, sendo o procedimento adequado e adotado por concessionárias de energia em todo o mundo. Essa prática possibilita a condução dos galhos acima da rede, reduzindo a necessidade de outras intervenções ao longo do tempo, além de minimizar danos às árvores, como por exemplo a queima da casca. Tudo isso aliado à segurança e desempenho do sistema elétrico. A poda em questão é um bom exemplo de convivência harmônica da rede elétrica com a arborização urbana”, concluiu.

Internautas publicaram vários comentários sobre árvore em forma de biscoito (Foto: Facebook/Reprodução)Internautas publicaram vários comentários sobre árvore em forma de biscoito (Foto: Facebook/Reprodução)
Por: G1

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp