COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Por: Priscila Rocha

Nos últimos tempos, abastecer o veículo tem ficado cada vez mais caro e para não fugir à regra de que “não há nada que esteja ruim que não possa piorar”, pela segunda vez, em menos de um mês, o preço dos combustíveis foram reajustados em todo o país.

Continua depois da publicidade.

O aumento se deve à cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), retido pela Petrobras no ato da venda dos combustíveis aos postos de gasolina e que tem como parâmetro o Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF). O reajuste foi autorizado pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), em ato assinado no dia 10 deste mês pelo secretário executivo do conselho, Manuel dos Anjos Marques Teixeira.

Em Formiga, os novos valores já foram sentidos no bolso do consumidor e novamente a equipe do portal Últimas Notícias percorreu os postos de combustíveis da cidade e verificou que o preço do litro da gasolina praticado nas bombas chega a R$3,58 em alguns estabelecimentos. Na semana passada, esse mesmo combustível era encontrado a R$3,45 o litro, em média. A maioria dos postos reajustou o litro para R$3,56, um aumento de R$0,11. No posto onde a gasolina estava mais barata na semana anterior, o reajuste foi de R$0,16 e agora o litro do combustível é vendido a R$3,56 o litro.

Já o diesel está sendo vendido a R$2,89 em média, um aumento de R$0,06.

O etanol também sofreu um aumento considerável. O preço médio cobrado até a semana passada no município era de R$2,44, após o segundo reajuste, o valor médio praticado é de R$2,56, um aumento de R$0,12.

No dia 1º deste mês, a gasolina e o diesel sofreram um aumento de R$0,22 e R$0,15 consecutivamente, devido às medidas de elevação de impostos. Os postos aproveitaram o aumento e reajustaram também o valor do etanol em R$0,10.

Além da gasolina, etanol e diesel, a tabela do Confaz tem os preços de referência para o GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), querosene da aviação, GNV (Gás Natural Veicular), gás natural industrial e óleo combustível.

Os preços mais elevados praticados nas bombas são encontrados no Acre onde o preço médio da gasolina sai a R$ 3,75 o litro e do diesel R$ 3,32. Em seguida, está o Distrito Federal, onde são pagos R$ 3,47 pelo litro da gasolina e R$ 2,85 pelo diesel. O menor preço ponderado para gasolina é encontrado em Pernambuco, R$ 2,91 o litro.

Em Formiga, o reajuste causou protesto pelas redes sociais. Vários internautas estão postando as tabelas de preços praticados nos postos da cidade com frases de indignação.

Argentina e Paraguai

Enquanto o brasileiro sente no bolso o aumento nos preços dos combustíveis, a Petrobras, umas das principais fornecedoras da Argentina e do Paraguai, reduziu pela quarta vez apenas neste ano, o preço da gasolina nos dois países.

De acordo com anúncio feito pela própria Petrobras, o preço foi reduzido na segunda-feira (16) e passou de R$ 2,97 o litro da gasolina para R$ 2,80 e o etanol para R$ 2,14 o litro no Paraguai, já na Argentina o preço médio do litro da gasolina é de R$ 2,47.

Dentre os motivos para a queda dos valores, a empresa destaca a cotação dos derivados do petróleo no mercado internacional, a variação do câmbio e a renovação gradual dos estoques de produto.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp