COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.
Entidade possui 20 voluntários, que atendem cerca de 80 crianças e 12 gestantes

Fundada em Lagoa da Prata no ano de 2003, a Pastoral da Criança acompanha cerca de 80 crianças de 0 a 6 anos e 12 gestantes. Segundo uma das líderes da instituição, Otaviana de Morais Ferreira, o que mais dificulta os trabalhos é a falta de voluntários. “Poderíamos fazer muito mais, mas são poucas pessoas para darem conta de tudo. Além das visitas fazemos a Celebração da Vida uma vez por mês, onde realizamos a pesagem, orientações, oração ecumênica, teatro, brinquedos para as crianças, lanche, entre outros”, afirmou.

A Pastoral da Criança foi criada com o principal objetivo de combater a mortalidade infantil por desnutrição, mas hoje a entidade também luta contra a obesidade – que atualmente é considerada o mal do século, além de trabalhar a espiritualidade,
informações sobre a violência e abuso contra crianças, fazer orientação e acompanhar os meninos e meninas nas áreas da saúde, higiene, documentação e desenvolvimento. “Pesamos e medimos as crianças todos os meses. Antigamente, o foco da pastoral era a desnutrição. Hoje, nossa principal fonte de preocupação é a obesidade, tanto que incentivamos a criação de uma horta na própria casa para que a família coma melhor.A pastoral sugere que façamos visitas para pessoas mais carentes, mas em virtude da terceirização da educação e dos cuidados
dos filhos, nos atentamos para todas as classes sociais, de acordo com as nossas possibilidades. Também acompanhamos as gestantes fazendo orientações relacionadas à saúde dela e da criança”, explicou Otaviana.

Continua depois da publicidade.

A voluntária acrescenta que a entidade precisa da adesão de mais pessoas para atender a crescente demanda de serviço. “É uma causa nobre. E quanto mais voluntários temos, mas crianças e gestantes fora de risco teremos. É muito gratificante! Deus nos dá toda a recompensa. Agradeço ao apoio da Embaré, que nos ajuda doando leite em pó e balas para oferecermos às crianças e gestantes”, afirmou.

oficina

O INÍCIO
A Pastoral da Criança foi criada em 1982, na cidade de Florestópolis, Paraná, pela médica sanitarista e pediatra Zilda Arns Neumann e pelo então Arcebispo de Londrina, hoje cardeal emérito, Dom Geraldo Majella Agnelo. A ONG está presente em todos os estados brasileiros e em outros 17 países da África, Ásia, América Latina e Caribe.

Quem puder participar da pastoral ou fazer alguma doação entre em contato com a voluntária Otaviana pelo telefone (37) 99153-8328, ou com Cléber Novaes (Totoca), pelos números 3261-5593 ou 99121-9486.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp