COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

Por Luiz Francisco/Rádio Veredas FM

JAPARAÍBA – Uma mulher procurou a reportagem da Rádio Veredas FM para reclamar que foi agredida pela polícia em Japaraíba. Edilânia Florência de 20 anos, alegou que estava trabalhando em um bar quando avistou um casal brigando na rua. Ela disse que a Polícia Militar a agrediu com cinco pauladas quando ela estava observando a discussão. A mulher ainda afirmou que a moça que estava apanhando tinha uma criança no colo e era sua amiga.

Continua depois da publicidade .

Edilânia Florência disse estar “indignada” porque a PM tendo visto a agressão não fez nada com o rapaz, e ainda a agrediu sem motivos.  “Fui até a Polícia Militar fazer o boletim de ocorrência, mas os policiais disseram que nada poderiam fazer porque o comandante estaria em um curso”, disse a mulher.

O Soldado Cota, assessor da Polícia Militar, afirmou que Edilânia Florência é conhecida nos meios policiais. “Sempre que há uma ocorrência, a mesma instiga a população a bater nos policiais. Tendo isto acontecido em outra ocorrência a PM teve que usar de força para conter a população”. Segundo o militar, a mulher pode pedir a apuração dos fatos, porém, se for confirmado que foi ela quem agrediu os policiais, “o rumo da história poderá se modificar”, afirmou Cota. De acordo com o policial, a mulher não procurou a polícia. “A mesma alegou que o tenente Batista estava em um curso, o que é uma inverdade”, declara o policial.

Edilânia Florência alega que não tem passagem pela polícia. Japaraíba mulher agredida (2)

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp