COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.
Banhistas aproveitaram o fim de semana para descansar no local. Calor chegou aos 38º em cidades do Centro-Oeste, segundo Inmet

Os moradores e turistas da região Centro-Oeste que foram para Lagoa da Prata, nesse fim de semana, puderam aproveitar o sol e o calor na Praia Municipal. E quem não aguentou o calor na água, passou as primeiras horas do dia debaixo das sombras das árvores. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), cidades do Centro-Oeste entre elas Lagoa da Prata, registraram máximas de 38º. Além de sombra e água fresca os moradores também aproveitaram o feriado para a prática de esportes.

O estudante Ruann Miranda sempre que pode vai ao local. Além de jogar peteca, ele também se exercita na academia ao ar livre e corre na areia. “É um espaço que atende a públicos diversificados. Eu tenho parentes de cidades distantes que sempre que visitam Lagoa da Praia fazem questão de ir à praia. Na região também tem os bares que ficam lotados. Agora que começou o calor, o local tem ficado lotado”, disse.

Continua depois da publicidade.

Paula Morais estuda em Divinópolis, mas é de Lagoa da Prata e por isso sempre aproveita os finais de semana para ir à cidade. E quando vai, ela garante que os passeios na Praia Municipal  fazem parte da programação. “Nesse fim de semana foi ótimo e teve um evento que reuniu várias pessoas na pista de skate. Vários artistas locais se reuniram para cantar dentro da pista e esses eventos sempre atraem muitas pessoas da cidade e de fora. Neste domingo por exemplo, tinha até caravana de outras cidades, estava até difícil de caminhar. Sem dúvida é um local ideal para família, para crianças que podem curtir o parquinho, os jovens se divertem nos bares, é bem diversificado de fato”, contou.

Kallyfer Nascimento, de 27 anos, é morador de Lagoa da Prata e há mais de um ano tem um projeto voluntário de slackline na praia. Ele repassa gratuitamente tudo o que sabe sobre o esporte que é baseado na arte do equilíbrio sobre uma fita elástica. “Eu aproveito as tardes, quando o sol já se põe para treinar e ensinar a galera. As aulas são gratuitas e aos finais de semana os amigos e interessados no esporte sempre aparecem e o movimento fica mais intenso. Na cidade ninguém praticava e eu comecei a ter interesse há mais de dois anos. Sempre via vídeos e me aperfeiçoava nos treinos. Gosto muito do slackline e a praia que é bastante arborizada é ideal pra praticar esse esporte”, destacou.

Por: Anna Lúcia Silva

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp