COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

O crime aconteceu na noite de domingo (30), na Rua Gabriel Teodoro, Bairro Abel Duarte, na cidade de Papagaios. A filha da vítima contou para a polícia que ouviu vários disparos de arma de fogo vindo de alguma das casas vizinhas e saiu correndo pra rua. Ela então correu até a casa do pai, Gilberto Alves de Oliveira, de 61 anos, que mora nas proximidades. Chegando à residência ela o encontrou caído no chão e já sem vida. A Polícia Militar foi acionada e compareceu no local, dando início as investigações.

O filho do coveiro, um rapaz de 19 anos, contou aos policiais que estava na casa quando percebeu que alguém estava tentando arrombar a porta da sala. Ele disse que nesse momento ficou apavorado e se escondeu dentro do banheiro. De lá ele ouviu os disparos. Ainda segundo o jovem, os bandidos perceberam que ele se escondia no banheiro e como a porta estava trancada, eles colocaram o cano de uma arma em uma fresta da porta e dispararam uma vez, porém o tiro não acertou o jovem. Eles então teriam conseguido arrombar a porta e apontaram a arma pra cabeça do rapaz. O rapaz disse para a PM que só não foi morto também por que não tinha nada a ver com a “situação”. Segundo ele, os bandidos fugiram tomando rumo ignorado. Ele não soube informar aos policiais as características dos bandidos, mas disse que um deles usava uma máscara do “pânico”. A polícia agora investiga qual é essa “situação” que o rapaz mencionou.

Continua depois da publicidade.

Durante a perícia foram encontradas 15 cápsulas de calibre 38. Apenas uma estava intacta. Gilberto morreu com pelo menos três tiros.

 

Adriano Santos – TV Cidade, Lagoa da Prata.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp