COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Foi realizada na tarde de hoje (15) uma manifestação contra a solicitação da presidência da Câmara Municipal de Lagoa da Prata para que a sala onde se encontra a Biblioteca Pública Coronel José Vital fosse desocupada para uma reforma do prédio.

Em um ofício enviado para o secretário de cultura e turismo, Ricardo Costa, a presidente da câmara Quelli Couto pedia a desocupação até hoje. Segundo Costa, a mudança irá prejudicar os alunos, pois os mesmos estão no início do ano letivo. “Muitas crianças estão sendo prejudicadas, inclusive alunos da Escola Municipal Jacinto Campos, que não possui biblioteca própria”, afirmou.

Continua depois da publicidade.

Ricardo também destacou que a mudança provisória irá gerar um transtorno para quem já está acostumado a frequentar a biblioteca. “Hoje temos mais de 25 mil livros e mesmo nesse curto espaço de tempo não iremos conseguir desencaixotar e organizar tudo novamente. A reforma vai acontecer justamente no início do ano letivo e os professores da rede pública de ensino, que já são os nossos parceiros, pedem aos alunos que façam as fichas na biblioteca, e a partir disso, eles comecem a pegar livros. No mês de fevereiro recebemos mais de 200 crianças que utilizam a biblioteca para pesquisa ou para buscar algum livro”, afirmou.

A manifestação teve o apoio dos membros da Academia Lagopratense de Letras,  professores e diretores municipais e populares que comungam da ideia que havendo a mudança da biblioteca, mesmo que temporária, irá prejudicar os alunos e leitores assíduos na biblioteca.

De acordo com a bibliotecária Fátima César, a biblioteca Coronel José Vital foi inaugurada em 1967 e funciona no prédio da Câmara desde 1981. “Atendemos um número significante de leitores, desde crianças até pessoas da terceira idade. Hoje estamos com 2.460 leitores registrados. Atendemos em média 600 usuários por mês. Inclusive, temos leitores com deficiência visual que pegam emprestado livros em Braille. Nossos usuários já estão acostumados com a localização, que é bastante estratégica para toda população. Também estamos no início do ano escolar, onde temos enorme procura para cadastro e empréstimo de livros”, afirmou.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp