COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Na última sexta-feira a Polícia Militar foi acionada para comparecer à residência de uma testemunha, onde a vítima M.J.S (58 anos), dizia que estava em casa quando foi abordada por três pessoas.
Segundo a vítima a sua residência fica no zona rural, conhecido como Sítio da Vargem, cerca de 4 Km da casa da testemunha. Durante a abordagem a vítima percebeu que dos três indivíduos, uma era mulher e um dos rapazes que segundo a mulher se tratava de seu sobrinho, passou a agredir a vítima com socos no rosto e chutes nas pernas, vindo a arrastá-la no chão e pisar em suas costas, exigindo dinheiro.
A vítima disse que a mulher dizia que seu sobrinho era bravo e que iria matá-la se ela gritasse, sendo que tal indivíduo a segurou novamente pelo pescoço e tampou sua boca, enquanto o outro e a mulher reviravam os pertences, retirando todas as roupas do guarda roupas e jogando no chão. A todo tempo o agressor dizia que iria matá-la. Ainda segundo a vítima, referida mulher pegou 3 sacos, foi até o galinheiro e roubou cerca de 30 galinhas.
Do interior da casa, roubaram um rádio e 3 aparelhos de telefone celular, não sabendo especificar marcas dos aparelhos.
Após os fatos, os referidos autores mandaram que a vítima fosse para os fundos da casa e não olhasse para trás e que não chamasse a polícia, caso contrário voltariam para matá-la.
A vítima apresentava ferimentos nas pernas e hematomas na face, sendo socorrida pela guarnição até o pronto socorro municipal.
Diante dos fatos, a Polícia Militar segue rastreamento.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp

Continua depois da publicidade.