COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Na tarde do dia 6 de junho, durante patrulhamento preventivo pelo bairro Chico Miranda, mais precisamente no local conhecido como “Bar do Jaú”, alvo de várias denúncias de tráfico de drogas, a PM avistou autores sentados na calçada, sendo que o menor D.S.A. (15 anos), dispensou ao solo uma embalagem com pedras de crack.

 

Continua depois da publicidade.

Foi realizada uma varredura no local, sendo localizada uma pequena porção de maconha. Durante a abordagem aos menores, foi verificado que o telefone celular de D.S.A. possuía muitas mensagens, sendo algumas da menor M.S.B. (16 anos), oferecendo grande quantidade de drogas pelo valor de R$ 1.300.

 

De imediato, foi passada uma mensagem via telefone de D.S.A. para M.S.B. solicitando a droga oferecida.

 

M.S.B. retornou com uma ligação na qual alegou que o pagamento teria que ser feito à vista, mas que queria conversar para combinar a entrega e pediu que D.S.A. a esperasse em frente ao bar do Jaú.

 

Após alguns minutos, M.S.B. compareceu ao local e, ao ser abordada, tentou desconversar alegando que estava apenas passagem. Quando ela foi informada que seria apreendida, a menor não quis informar onde reside, alegando que está morando com sua avó, fato desmentido por vizinhos que não quiseram se identificar temendo represálias.

 

Foi apreendido o celular de M.S.B. contendo diversas mensagens e ligações suspeitas, inclusive as enviadas por D.S.A. Os pais da menor não foram localizados, sendo acionado o Conselho Tutelar para entrega da menor, tendo comparecido a conselheira T.A.N.R.

 

O dinheiro localizado com os autores foi apreendido bem como celulares e drogas. Foi efetuado contato com a Delegacia de Bom Despacho, onde o Delegado orientou a liberação dos menores para seus genitores com comparecimento na Delegacia de Lagoa da Prata em data posterior. Foi procedido conforme orientado.

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Militar.

 

 

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp