COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Parceria que promove qualificação profissional dos recuperandos

 

Uma das propostas da  Apac de Lagoa da Prata é preparar o recuperando para o mercado de trabalho. Por isso a Associação tem firmado parceria com empresas e promovido à qualificação profissional. Uma das empresas que ampara o projeto é Senai.

Continua depois da publicidade.

Curso Senai

O curso contou com a presença dos diretores e voluntários da APAC, membros do Senai e do meritíssimo Juiz de Direito da comarca de Lagoa da Prata, Doutor Aloísio Aliban.

A partir dessa semana o Senai (O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), em parceria com o Protec, começa a ministrar o curso de panificação para 16 recuperandos, dos regimes fechados e semi-aberto.

Durante a cerimônia de abertura para os cursos, na terça-feira (11/03), estiveram presentes: recuperandos, diretores, voluntários, membros do Senai e o Juiz de Direito da comarca de Lagoa da Prata, Doutor Aloísio Aliban.

Além de nova chance para aprender uma profissão, os alunos recebem até ajuda de custo. O curso tem duração de três meses e será realizado na padaria da Associação, que tem os próprios recuperandos com mão de obra. A produção é destinada, além da própria Apac, à empresas da cidade e  Prefeitura Municipal.

Recuperação e trabalho

Dentro da unidade os reclusos têm a obrigação de exercer algum tipo de trabalho, seja artesanal, limpeza e até mesmo administrativo, ajudando nas tarefas diárias da Associação.

Dentro do regime fechado em parceria com uma empresa do município, 11 recuperandos estão fazendo montagem de rodas de bicicletas.

Para nós é uma valorização e desperta a vontade de trabalhar. Uma empresa acreditar em nós é muito bom, além de gerar renda

Para  o recuperando Marcos José, o trabalho é um grande benefício. “Para nós é uma valorização e desperta a vontade de trabalhar. Uma empresa acreditar em nós é muito bom, além de gerar renda”. A renda concedida para cada detento é de mais ou menos de R$ 300, onde eles recebem e ajudam a família. Com esta renda eles também  utilizam o valor para a compra de materiais de higiene pessoal e outros.

Outra forma de colocar os detentos no mercado é desenvolver meios de trabalho dentro da própria Apac que também oferece trabalhos de marcenaria e fábrica blocos de construção.

 

Curso Profissionalizante
Curso Profissionalizante
Móvel feito pelos recuperando no curso de marcenaria.
Móvel feito pelos recuperando no curso de marcenaria.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp