COMPARTILHAR
Fotos: Polícia Militar
Continua depois da publicidade.

Vítima teve caminhonete L200 Triton roubada nesta última quarta-feira. Na fuga ladrão bateu caminhonete contra plantação de eucaliptos.

Nesta quarta-feira (18) em Lagoa da Prata, por volta das 10h30, a viatura da Polícia Militar compareceu na região central do município, onde a vítima havia acabado de ter sua caminhonete L200 Triton, tomada de assalto.

A vítima relatou que o assaltante era moreno escuro, trajava bermuda e blusa cor cinza, bota escura e boné vermelho, e estava de posse de um revolver cromado. Ele a abordou e determinou que entregasse as chaves do veículo e se afastasse. A vítima ainda relatou que o assaltante não conseguiu engatar marcha ré no veículo, que é automático, e determinou que ela o fizesse, sendo assim feito.

Continua depois da publicidade.

Ao tomar ciência das informações, a viatura da Polícia Militar tomou a Av. Brasil, sentido ao trevo principal e no cruzamento da Av. Minas Gerais/Josino Francisco Vidal, o veículo foi visto pelos integrantes da viatura, sendo que o assaltante que o conduzia, seguiu sentido ao bairro Chico Miranda, sendo acompanhado pela viatura no trajeto pelo bairro.

Após algumas manobras, o assaltante conseguiu acessar a MG 170, tomando sentido a cidade de Arcos. As viaturas que estavam no encalço do veículo, perderam-no de vista na rodovia, devido ao pesado trânsito. Já no município de Arcos, nas proximidades da comunidade da Ilha, o veículo foi localizado acidentado em uma estrada de acesso a uma plantação de eucaliptos.

Transparece pela marcas no local, que o condutor tentou adentrar em uma estrada vicinal, contudo perdeu o controle em um mata-burro, vindo a colidir contra um eucalipto. Mesmo com as viaturas que estavam atrás do autor chegarem poucos minutos depois, ele conseguiu sair do veículo e adentrar na mata, não sendo localizado.

A vítima, proprietária do veículo, esteve no local e ao conferir seus pertences, relatou que foram levados um telefone celular e ainda certa quantia de dinheiro, mas não soube precisar o marca/modelo do aparelho ou a quantia em dinheiro que foi levada.

Ao serem mostradas algumas fotos sobre supostos autores, foi categórico em afirmar que o suspeito seria um indivíduo conhecido no meio policial por diversos crimes e consta ainda mandado de prisão em seu desfavor.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp