COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Rogério Almeida , Alexandre José de Oliveira Júnior, Everaldo Lopes Souza e Robson Ferreira Dias,  foram beneficiados pela decisão do juiz da 1ª Vara Federal Criminal do ES.

 

Quatro acusados pelo transporte de mais de 445 quilos de pasta base de cocaína no helicóptero da empresa do deputado estadual Gustavo Perrella (PDT-MG) foram soltos pela Justiça do Espírito Santo nesta segunda-feira (7/04).

Continua depois da publicidade.

Os réus Rogério Almeida Antunes, Alexandre José de Oliveira Júnior, Everaldo Lopes Souza e Robson Ferreira Dias, foram beneficiados pela decisão do juiz da 1ª Vara Federal Criminal, Marcus Vinícius Costa, e devem responder pela acusação em liberdade.

O jurista considerou que é um “excesso de prazo para formação da culpa, motivo pelo qual revogou a decisão que decretou a prisão preventiva”.

Até as 14h deste terça-feira (8/04), os réus continuavam presos no Centro de Detenção Provisória Viana 2. Eles estão presos desde novembro.

Relembre

O helicóptero  foi apreendida com 445 kg de pasta base de cocaína entorpecente na zona rural de Afonso Cláudio (ES) em novembro deste ano.

A Polícia Militar da cidade investigava o local, que apresentava movimentação suspeita há 15 dias, e flagrou a aterrissagem. Além disso, também foram encontrados R$ 16 mil em dinheiro na aeronave. Piloto, co-piloto e dois homens que receberiam a droga foram presos.

O total de 445 kg de pasta base de cocaína, que equivale a até R$ 10 milhões, segundo cálculo da Polícia Federal, possui entre 92% e 96% de pureza. A droga estava em formato de tabletes, dentro de caixas, que encheram quatro picapes Hilux da polícia.

 

Fonte: Tv Bambuí

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp