COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

Já dizia o ditado “se a montanha não vai até Maomé, Maomé vai até a montanha”. Na reta desta frase um movimento surgiu em Itapecerica para levar até os bairros mais distantes e à comunidade rural, boas histórias contadas em livros. O Projeto “Biblioteca Itinerante” ainda está nascendo e para conseguir deixar o papel precisa da ajuda da comunidade.

 

Continua depois da publicidade .

Liderado pelo MovCidade de Itapecerica e organizado pelo jovem Jeann Carllos Teixeira, o grupo está recolhendo livros para repassar as crianças, adultos e idosos. A proposta é compartilhar conhecimento, disseminar informações e contribuir para uma sociedade menos alienada. Os jovens querem levar arte, literatura a todas as camadas da sociedade.

A biblioteca irá funcionar, atendendo os bairros e toda região da zona rural além de escolas, creche, asilo, visitando as regiões mais carentes (periferia) assim como as centrais, levando arte, literatura, informação e conhecimento aos cidadãos de forma interativa e descontraída

“A biblioteca irá funcionar, atendendo os bairros e toda região da zona rural além de escolas, creche, asilo, visitando as regiões mais carentes (periferia) assim como as centrais, levando arte, literatura, informação e conhecimento aos cidadãos de forma interativa e descontraída”, explica Jeann.

 

A ideia surgiu por meio de conversas entre amigos, juntos aos membros de sociedades filantrópicas da região.

Conseguimos enxergar, além da necessidade de algo que desperte a atenção e o senso críticos de muitos, a necessidade de trazer algo gostoso e inovador, que abrirá oportunidades e cooperará com o desenvolvimento cultural e intelectual de nossos cidadãos

“Conseguimos enxergar, além da necessidade de algo que desperte a atenção e o senso críticos de muitos, a necessidade de trazer algo gostoso e inovador, que abrirá oportunidades e cooperará com o desenvolvimento cultural e intelectual de nossos cidadãos”, comentou.

 

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp