COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Um homem de 71 anos foi transferido para o hospital João XXIII, em Belo Horizonte, após ter sido atropelado na noite de ontem. Após o acidente, ele foi socorrido e encaminhado para o Pronto Atendimento Municipal de Lagoa da Prata.

No momento do atropelamento a vítima estava caminhando em uma calçada escura. Não sendo possível o condutor do veículo evitar o atropelamento.

Continua depois da publicidade.

Após a chegada da polícia no local do acidente foi constatado que o motorista do veículo era inabilitado. Ele foi preso e liberado em seguida.

Em entrevista ao repórter Luiz Francisco da rádio Veredas, o Major Farley explicou como funciona o serviço de resgate. “A gente deve gastar aproximadamente 1h e 5min de Lagoa da Prata até Belo Horizonte no hospital João XXIII, já pousado e com o paciente dentro do hospital. É uma solicitação que foi feita pelo hospital de Lagoa da Prata, rotineiramente a gente está atendendo essas localidades, partindo de Belo Horizonte. É um trabalho que a gente executa pelo Corpo de Bombeiros há oito anos, com a fundação do Batalhão de Operações Aéreas. O objetivo é que o paciente chegue com o menor tempo possível e máxima segurança, sobe os cuidados da equipe médica que está disponível com a gente. A equipe é formada por um médico, um enfermeiro, um socorrista tripulante operacional e eu, o piloto da aeronave. As solicitações chegam partindo ou do número 193 do Corpo de Bombeiros ou 192 do Samu, são duas ou três ocorrências por dia, devida a limitação de operação que é do nascer ao pôr do sol“, enfatizou.

Fotos: Guarda Civil Municipal e Sabrina Silva.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp