COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Pentacampeão mundial pela seleção brasileira em 2002, Gilberto Silva está de volta ao futebol, agora como dirigente. O Panathinaikos, clube grego que o ex-jogador defendeu durante a sua carreira profissional, anunciou que o brasileiro foi contratado para ser seu diretor de futebol, com um contrato válido pelas próximas três temporadas.

“Me preparei para esta oportunidade, fazendo diversos cursos para dar maior apoio aos quase vinte anos como atleta. É uma grande oportunidade para representar o Futebol Brasileiro de uma outra forma na Europa. Estou certo do desafio e muito motivado para desenvolver meu trabalho e ajudar o Clube a retomar o caminho das conquistas”, afirmou o ex-jogador.

Continua depois da publicidade.

Com uma carreira vitoriosa, Gilberto Silva atuou pelo Panathinaikos entre 2009 e 2011, tendo sido campeão grego e da Copa da Grécia em 2010. A conquista da liga, aliás, foi a última do clube. Desde então, o Campeonato Grego vem sendo dominado pelo Olympiacos, que nesta temporada faturou o hexacampeonato nacional.

Formado nas divisões de base do América Mineiro, Gilberto Silva teve duas passagens pelo Atlético Mineiro, a última delas encerrada no início de 2014, em que foi campeão estadual e da Libertadores em 2013, após não ter o seu contrato renovado. Desde então, não atuou por nenhum time profissional, mas não chegou a anunciar imediatamente a sua aposentadoria, o que fez apenas em 2015.

O volante também teve passagem marcante pelo Arsenal e defendeu o Grêmio não seu retorno ao futebol brasileiro. Além da Copa de 2002, ele também fez parte do grupo da seleção brasileira nos Mundiais de 2006 e 2010, sendo titular nas três edições do principal torneio do futebol mundial. Além disso, foi campeão das edições de 2005 e de 2009 da Copa das Confederações e da Copa América de 2007.

Por: Hoje em dia

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp